Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

menino jesus

29/12 – Festa da Sagrada Família

29 dezembro 2019

.

A Sagrada Família – o modelo perfeito de Família Cristã

.

Consideremos o amor de José, para com sua santíssima Esposa.

Era Ela a mais formosa entre todas as mulheres, a mais humilde, a mais obediente, a mais pura das almas, e a que Deus mais amou, acima de todos os homens e de todos os Anjos. Merecia, pois que São José, que tanto amava a virtude, Lhe dedicasse um amor extremo, superior a toda apreciação.

.

A todos estes atrativos juntemos ainda o do afeto, com que se via amado de Maria, que certamente queria a sua Esposa mais do que a todas as outras criaturas.

.

Por outro lado considerava-A como a Amada do Senhor e a escolhida dentre todas, para ser a Mãe do Seu Unigênito Filho.

Fácil será de conceber qual seria, por todos estes motivos, o afeto do coração justo, generoso e agradecido de São José para com sua castíssima Esposa. Consideremos, além disso, o amor de José e de Maria ao seu Jesus.

Havendo-os Deus escolhido para servirem de pais ao Seu Unigênito, lhes havia adornado os corações com o amor paternal o mais acrisolado (purificado), qual convinha tivessem a semelhante Filho, tão amável e que era o próprio Deus.

.

Não foi, pois, simplesmente natural o amor de José e de Maria, como os dos outros pais; mas foi sobrenatural, por isso que viam numa só pessoa reunidos o seu próprio Filho e o de Deus.

.

Sabiam ser este Menino, que sempre os acompanhava, o próprio Verbo divino Encarnado por amor dos homens e particularmente por amor seu: que este adorável Infante por Si mesmo os havia a eles escolhido; dentre todos os homens, para serem seus pais, e protetores de Sua vida terrena.

.

Avaliemos, pois, se é possível, como todas estas considerações haviam de abrasar em incêndios de amor os corações de José e de Maria, ao verem o seu divino Mestre, servindo como operário, abrindo ou fechando a oficina, serrando madeira, manejando a plaina ou o machado, juntando os cavacos e fragmentos, varrendo a casa, e obedecendo-lhes, numa palavra, em tudo quanto Lhe mandavam, e dependendo de sua autoridade em tudo quanto fazia.

.

.

De que terníssimos afetos se não inundariam os corações de José e de Maria, quando tinham ao colo este amabilíssimo Menino, quando Lhe prodigalizavam as suas carícias, ou d’Ele as recebiam!

.

Quando ouviam sair de Seus lábios essas palavras de vida eterna, que eram outras tantas setas ardentes de amor divino, que lhes atravessavam e incendiavam as almas: e sobretudo quando contemplavam os sublimes exemplos de virtude, que lhes dava o seu divino companheiro! 

.

Entre as pessoas que se amam sucede muitas vezes, que o amor se vai entibiando (enfraquecendo), a medida que se frequentam, porque, quanto mais se tratam e comunicam melhor manifestam umas às outras os próprios defeitos.

.

Não era, porém, assim com José e Maria; quanto mal tratavam com Jesus melhor lhe conheciam a santidade e às perfeições: e daqui se pode avaliar o grau de amor de Jesus, a que deviam ter chegado, gozando por tantos anos de Sua companhia e familiaridade.

.

O adorável Menino correspondia, por Seu turno, com um amor divino àqueles que tanto O amavam.

Oh! que admirável paz, que purificada e mútua caridade reinava entre os membros da Sagrada Família de Nazaré.

.

Oração jaculatória. – Doce coração de Jesus, sede a minha salvação. (300 dias de indulgência de cada vez.)

(A Sagrada Família, por um padre redentorista, 1910, versão do Espanhol por Manuel Moreira Aranha Furtado de Mendonça, Cônego honorário da Sé de Lamego, 3ª Edição, com Breve de Sua Santidade Leão XIII)

.

Fonte: osegredodorosario.blogspot

.


“Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias.”

– Sagrado Coração de Jesus – 

.

Nosso Senhor Jesus deseja derramar muitas bênçãos em você e em toda sua família, mas para isso é preciso que atenda ao seu chamado…

.

Entregue sua vida ao Filho de Deus, siga os seus valiosos ensinamentos e fortaleça sua fé propagando a devoção ao Misericordioso Coração do Único que poderá nos conduzir ao Reino dos Céus.

.

Não sabe como? Nós ajudamos você!

.

Participe das Famílias do Sagrado Coração de Jesus e, sem sair de casa, ajude a levar o amor de Nosso Senhor para milhares de pessoas. 

.

Sim, eu quero participar das Famílias do Coração de Jesus. 

.

Além das inúmeras graças que certamente VOCÊ poderá receber, como agradecimento, tenha seu nome incluído em mais de 60 Missas anuais e muitos outros presentes espirituais. 

.

.

Para mais informações, acesse: www.aascj.org.br/familias

.

“Jesus, Maria, José, eu vos dou meu coração, minha alma, e minha vida.” 🙏❤️

.


.


.

Feliz Natal! Hoje é dia de celebrar o Nascimento de Nosso Senhor Jesus

25 dezembro 2019

.

Quando Maria Santíssima entrou na gruta, pôs-se logo em oração.

.

De súbito vê logo uma refulgente luz, sente no coração um gozo celestial, abaixa os olhos e, ó Deus!

.

Que vê? Vê já diante de si o Menino Jesus, tão belo e tão amável, que enleva os corações. Mas treme e chora, segundo a revelação feita a Santa Brígida, estende as mãozinhas para dar a entender que deseja que Maria o tome nos braços.

.

Maria, no auge de santa alegria, chama José: – Vem, ó José, disse ela, vem e vê, pois já nasceu o Filho de Deus.

Aproxima-se José, e vendo Jesus nascido, adora-o por entre uma torrente de doces lágrimas.

.

Em seguida, a santa Virgem, movida de compaixão maternal, levanta com respeito o amado Filho, e conforme a já citada revelação, faz por aquecê-lo com o calor seu rosto e do seu peito.

Tendo-o no colo, adora o divino Menino como seu Deus, beija-lhe os pés como a seu Rei, e beija-lhe o rosto como a seu Filho e procura depressa cobri-lo e envolvê-lo nas mantilhas.

.

Mas ai, como são ásperos e grosseiros os paninhos! Além disso, são frios e úmidos, e naquela gruta não há lume para aquentá-los.

.

Consideremos aqui os sentimentos que surgiram no coração de Maria, quando viu o Verbo divino reduzido por amor dos homens a tão extrema pobreza.

.

Contemplemos a devoção e a ternura que ela experimentou quando apertava o Filho de Deus, já feito seu filho, contra o coração.

.

Unamos nossos afetos ao de tão boa Mãe e roguemos a Deus Padre “que o novo nascimento do seu Unigênito feito homem, nos livre do antigo cativeiro, em que nos tem o jugo do pecado”.

.

Jesus nasceu!

.

Jesus nasceu! Vinde, ó reis, príncipes e todos os homens da terra, vinde adorar o vosso Rei.

.

.

Mas quem é que se apresenta? …Ah, o Filho de Deus veio ao mundo, e o mundo não o quis conhecer.

 

Porém, se não vêm os homens, vêm ao menos os Anjos adorar o seu Senhor, e cantam jubilosos: Gloria in altissimis Deo, et in terra pax hominibus boné voluntatis – “Glória a Deus nas alturas, e na terra paz aos homens de boa vontade”.

.

Glória à divina Misericórdia, que, em vez de castigar os homens rebeldes, fez o próprio Deus tomar o castigo sobre si, e assim os salvou.

Glória à divina Sabedoria, que achou meio de satisfazer à Justiça, e ao mesmo tempo, de livrar os homens da morte merecida.

Glória ao divino Poder, que de um modo tão admirável venceu as forças do inferno.

Glória finalmente ao divino Amor, que induziu um Deus a fazer-se homem e a levar uma vida tão pobre, humilde e penosa.

.

– Meu irmão, unamos as nossas adorações às dos Anjos e digamos com a nossa Santa Madre Igreja:

.

“Gloria in excelsis Deo! Glória a Deus nas alturas, e na terra paz aos homens de boa vontade.

Nós Vos louvamos, Vos bendizemos, Vos adoramos, Vos glorificamos. Graças Vos damos por vossa grande glória, Senhor Deus, Rei do Céu, Deus Pai todo-poderoso.

Ó Senhor, Filho unigênito de Deus, Jesus Cristo, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho do Pai: Vós, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.

Vós, que tirais os pecados do mundo, aceitai as nossas súplicas. Vós, que estais sentado à Mão direita do Pai, tende piedade de nós.

Porque só Vós, ó Jesus Cristo, sois Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, com o Santo Espírito, na glória de Deus Padre. Assim seja”.

.

Um Santo Natal!

.

Fonte: Retirado do livro “Meditações para todos os dias e festas do ano” de Santo Afonso de Ligório. Natal

.


 


.

Novena de Natal – 9º Dia

24 dezembro 2019

.

I) Meditação – 9º dia: Viagem de São José e Maria Santíssima a Belém.

.

“Subiu também José para inscrever-se no censo com Maria, sua esposa, que estava prestes a dar à luz.”
(São Lucas 10, 5)

.

Tinha Deus decretado que seu Filho nascesse nem sequer na casa de José, mas numa gruta, num estábulo, do modo mais pobre e penoso que possa nascer uma criança; já para isso dispôs que César Augusto publicasse um édito no qual ordenava que fossem todos recensear-se em sua cidade natal.

.

José, ao ter notícia dessa ordem, certamente hesitou sobre deixar ou levar consigo Maria Santíssima, próxima de dar à luz, uma vez que não tinha riqueza para proporcionar-lhe uma viagem conveniente, nem queria, por outro lado, deixá-la sozinha e sem amparo.

.

Sabia, contudo, Maria que, como anunciara o profeta Miquéias, devia o Salvador nascer em Belém; por isso, tomando os panos e roupas que preparara para seu Filho, partiu Ela com José, pobremente, em tempo de inverno, prestes a dar à luz, para submeter-se à vontade de Deus.

.

Una-nos a eles, e através das penas e dores da nossa viagem por esta vida, louvemos a Deus, sejamos-lhe gratos, pedindo-lhe apenas que esteja sempre conosco Nosso Senhor Jesus Cristo.

.

Peçamos a José e a Maria que pelo mérito das penas padecidas em sua viagem, nos acompanhem na viagem que estamos fazendo para a eternidade.

.

II) Rezar um Terço, com os mistérios do dia.

III) Ladainha de Nossa Senhora (Clique aqui para acessar a prece).

IV) Oração – 9º Dia

.

Meu amado Redentor, acompanhado na terra apenas por José e Maria, ao ir a Belém, permiti-me que vos acompanhe também eu, Vós descestes do céu para ser meu companheiro na terra, e eu tantas vezes já vos abandonei ofendendo-vos ingratamente.

.

Quando penso que, tantas vezes, para seguir minhas malditas inclinações, separei-me de Vós, renunciando a vossa amizade, quisera morrer de dor. Vós viestes para perdoar-me; assim, pois, perdoai-me imediatamente, pois com toda a alma me arrependo de vos ter dado tantas vezes as costas e abandonado.

.

Proponho e espero, com vossa graça, não vos deixar mais nem separar-me mais de Vós. Uni-me, estreitai-me com os suaves laços de vosso santo amor, meu Redentor e meu Deus.

.

Maria Santíssima, venho acompanhar-vos em vossa viagem; não deixeis de assistir-me na que estou fazendo para a eternidade.

.

Assisti-me sempre e, especialmente, quando me achar no fim de minha vida, próximo ao instante de que depende estar sempre convosco para amar a Jesus no paraíso, ou estar sempre longe de vós, para odiar a Jesus no inferno.

.

Minha Rainha, salvai-me por vossa intercessão, e seja a minha salvação amar-vos, a vós e a Jesus, para sempre, no tempo e na eternidade. Sois minha esperança; em vós confio.

.

Fonte: Livro das Novenas

.

Novena de Natal – 1º Dia

Novena de Natal – 2º Dia

Novena de Natal – 3º Dia

Novena de Natal – 4º Dia

Novena de Natal – 5º Dia

Novena de Natal – 6º Dia

Novena de Natal – 7º Dia

Novena de Natal – 8º Dia

.


 


.

Novena de Natal – 8º Dia

23 dezembro 2019

.

I) Meditação – 8º dia: Amor de Deus aos homens no Nascimento de Jesus.

.

“Porque apareceu a graça de Deus nosso Salvador a todos os homens, ensinando-nos que renunciando à impiedade…vivamos piedosamente no presente século, aguardando a esperança bem-aventurada e a vinda gloriosa do grande Deus e Salvador Nosso Senhor Jesus Cristo.”
(Tito 2, 12-14)

.

Consideremos que a graça salvadora de Deus que se manifestou a todos os homens foi o profundíssimo amor de Jesus Cristo aos homens. Esse amor, embora tenha sido da parte de Deus sempre idêntico, nem sempre foi igualmente manifesto.

.

Antes fora prometido muitas profecias e encoberto sob o véu de muitas figuras. Mas, no nascimento do Redentor, deixou-se ver claramente, aparecendo aos homens o Verbo eterno como menino deitado sobre o feno, gemendo e tremendo de frio, começando já assim a satisfazer pelas penas que merecíamos e dando-nos a conhecer o afeto que nos tinha, sacrificando por nós a vida: “Nisto conhecemos a caridade de Deus, porque Ele deu sua vida por nós”.

.

Manifestou-se, pois, a graça salvadora de Deus, e manifestou-se a todos os homens. Mas porque não o conheceram todos e ainda hoje há tantos que, podendo, não o conhecem? Porque “a luz veio ao mundo e os homens amaram mais as trevas que a luz” (São João 3,19).

.

Não o conheceram nem o conhecem porque não querem conhecê-lo e amam mais as trevas do pecado do que a luz da graça. Não pertençamos ao número desses infelizes. Se até aqui temos fechado os olhos à luz, pensando pouco no amor de Jesus Cristo, procuremos, até o fim de nossa vida, ter sempre ante os olhos os sofrimentos e a morte de nosso Redentor, para amar a quem tanto nos amou: “Aguardando a bem-aventurada esperança e a vinda gloriosa do grande Deus e Salvador Nosso Jesus Cristo” (Tito 2, 13).

.

Assim poderemos confiar fundadamente, segundo as divinas promessas, alcançar aquele paraíso que Jesus Cristo nos conquistou com seu sangue. Nesta primeira manifestação vem Jesus Cristo como menino, pobre e desprezado, nascido num estábulo, coberto de pobres panos e reclinado na palha, mas na segunda aparição virá sobre um trono de majestade: “E verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu com grande poder e majestade” (São Mateus 24, 30).

.

Feliz naquela hora quem não o tenha odiado ou desprezado.

.
II) Rezar um Terço, com os mistérios do dia.

III) Ladainha de Nossa Senhora (Clique aqui para acessar a prece).

IV) Oração – 8º Dia

.

Oh, Santo Menino, agora vos contemplamos sobre a palha, pobre, aflito e abandonado; mas sabemos que vireis um dia para julgar-nos sobre esplendoroso trono, rodeado de anjos.

.

Perdoai-nos antes de julgar-nos. Então sereis um juiz rigoroso, mas agora sois nosso Redentor e nosso Pai misericordioso. Ingratos fomos, não vos conhecendo por não querer conhecer-vos, e em vez de pensar em amar-vos, considerando o amor que nos tivestes, só pensamos em satisfazer nosso apetite, desprezando vossa graça e vosso amor.

.

Em vossas mãos pomos nossa alma, que tantas vezes nos esforçamos por perder, para que Vós as salveis. “Em tuas mãos entrego meu espírito: tu me livrarás. Senhor, Deus de Verdade” (Salmos 30,6).

.

Em Vós deposito minhas esperanças, pois seis que, para resgatar-me do inferno, destes sangue e vida. Tu me livrarás, Senhor, Deus de Verdade.

.

Não me fizestes morrer quando eu estava em pecado e me esperastes com tanta paciência para que, entrando em mim, me arrependesse de vos ter ofendido, começasse a amar-vos e assim pudésseis perdoar-me e salvar-me. Sim, meu Jesus, quero agradar-vos; arrependo-me de todo o mal e desgosto que vos tenho causado. Salvai-me por vossa misericórdia e seja minha salvação amar-vos sempre nesta vida e por toda a eternidade.

.

Minha amada Mãe, recomendai-me a vosso Filho, fazei-o ver que sou servo vosso e que em Vós pus minha esperança, pois Ele vos ouve e não vos nega nada.

.

Fonte: Livro das Novenas

.

Novena de Natal – 1º Dia

Novena de Natal – 2º Dia

Novena de Natal – 3º Dia

Novena de Natal – 4º Dia

Novena de Natal – 5º Dia

Novena de Natal – 6º Dia

Novena de Natal – 7º Dia

.


.


.

Novena de Natal – 7º Dia

22 dezembro 2019

.

I) Meditação – 7º dia: Dor que causou a Jesus Cristo a ingratidão dos homens.

.

“Veio para o que era seu e os seus não o receberam.”
(São João 1,11)

.

Em certo Natal andava São Francisco pela floresta e pelos caminhos gemendo e suspirando, e, ao perguntarem-lhe a causa de sua tristeza, respondeu: “Como quereis que não chore vendo que o amor não é amado? Vejo Deus inebriado de amor pelos homens e os homens tão ingratos para com esse Deus”.

.

Se tanto afligia essa ingratidão dos homens a São Francisco, consideremos quanto mais afligirão ao Coração de Jesus. Tão logo foi concebido no seio de Maria viu a cruel correspondência que havia de receber dos homens.

.

Tinha vindo do céu para atear o fogo do amor divino, e esse desejo o tinha feito descer à terra e sofrer um abismo de penas e ignomínias: “Vim trazer o fogo à terra e que quero senão que se ateie?” (São Lucas 12, 49).

.

E depois via o abismo de pecados que cometeriam os homens apesar de terem sido testemunhas de tantas provas de seu amor. Esse foi, disse São Bernardino de Sena, o que lhe fez padecer uma dor infinita. Ainda entre nós, quando alguém se Vê tratado ingratamente por outro é uma dor insuportável, pois a ingratidão frequentemente aflige a alma mais que outra dor ao corpo.

.

Que dor, pois, ocasionaria a Jesus, que era nosso Deus, ver que, por nossa ingratidão, seus benefícios e seu amor seriam pagos com desgostos e injúrias? “Deram-me males em troca de bens e ódio em troca do amor que eu lhes tinha”. (Salmos 108, 5).

.

E ainda hoje se lamenta Jesus Cristo: “Fui um estrangeiro para meus irmãos” (Salmos 68, 9), pois vê que não é amado nem conhecido de muitos, como se não lhes tivesse feito bem nenhum nem tivesse sofrido nada por seu amor.

.

Ó meu Deus, que caso fazemos, mesmo os cristãos, do amor de Jesus Cristo? Apareceu um dia Ele ao Beato Henrique Suso como um peregrino que mendigava de porta em porta, sendo sempre posto fora com injúrias. Quantos são semelhantes àqueles de quem falou Jó: “Eles diziam a Deus: Retira-te de nós, e julgavam o Onipotente, como se não pudesse fazer nada; sendo que ele cumulou de bens as suas casas” (Jó 22, 17).

.

Nós, ainda que no passado nos tenhamos unido a esses ingratos, queremos continuar com nossa ingratidão no futuro? Não, porque não o merece aquele amável Menino que veio do céu padecer e morrer por nós para que o amássemos.

.
II)
Rezar um Terço, com os mistérios do dia.

III) Ladainha de Nossa Senhora (Clique aqui para acessar a prece).

IV) Oração – 7º Dia

.

Senhor Jesus, que descestes do céu para que nós vos amássemos, tomando uma vida cheia de trabalho e a morte numa cruz, como pudemos tantas vezes dizer-vos: “Retirai-vos de nós”, não vos queremos, ó nosso Deus, se não fôsseis bondade infinita nem tivésseis dado a vida para perdoar-nos, não nos atreveríamos a pedir-vos perdão; mas sabemos que Vós mesmo nos quereis dar a paz: “Convertei-vos a mim, diz o Senhor Deus dos exércitos e eu me voltarei para Vós” (Zacarias 1, 3).

.

Vós mesmo, Jesus, que sois o ofendido, intercedeis por nós. Não queremos, pois, ofender-vos ainda uma vez, desconfiados de vossa misericórdia. Arrependemo-nos com toda a alma de vos ter desprezado, meu sumo Bem. Dignai-vos receber-nos em vossa graça pelo sangue derramado por Vós.

.

“Pai, não sou digno de ser chamado teu filho” (São Lucas 15, 21). Não, nosso Redentor e Pai, não somos dignos de ser vossos filhos, porque tantas vezes renunciamos ao vosso amor; mas Vós nos tornais dignos com vossos merecimentos.

.

Que só o pensamento da paciência com que suportastes nossos pecados durante tantos anos e das graças que nos concedestes, depois de todas as injúrias que vos fizemos, faça-nos viver ardendo nas chamas de vosso amor. Vinde, pois, Senhor, que não vos expulsaremos mais, vinde habitar nosso pobre coração.

.

Amamo-vos e queremos amar-vos para sempre, e Vós abrasai-nos sempre mais, com a lembrança do amor que nos tivestes.

.

Fonte: Livro das Novenas

.

Novena de Natal – 1º Dia

Novena de Natal – 2º Dia

Novena de Natal – 3º Dia

Novena de Natal – 4º Dia

Novena de Natal – 5º Dia

Novena de Natal – 6º Dia

.


.


.

Próxima página »

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • 10 Maneiras de conversar com Deus – Número 5 Leia Mais +
  • Vídeo: Ano novo, vida nova com o Sagrado Coração de Jesus Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade