Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube SoundCloud Instagram

Santo do dia

29 de dezembro – Dia de São Tomás Becket, Bispo e Mártir

29 dezembro 2010


(+ Cantuária, 1170)

Depois de ter desempenhado com brilho a função de chanceler do Reino da Inglaterra, foi indicado pelo rei Henrique III para arcebispo de Cantuária e primaz da Inglaterra. Como até então era leigo, foi ordenado sacerdote e dois dias depois sagrado bispo. Logo se tornaram inevitáveis os conflitos entre aquele rei absolutista, que queria reduzir a Igreja a mero departamento do Estado inglês, e o prelado zeloso dos direitos de Deus e das prerrogativas de sua Igreja.

Em conseqüência dos choques cada vez mais violentos, São Tomás precisou fugir para a França, onde esteve exilado por seis anos. Mais tarde retornou a sua diocese, mas recomeçaram os conflitos e o Santo acabou assassinado brutalmente por partidários do rei, dentro de sua própria catedral.

“Cada dia tem seu santo”… de A de França Andrade

28 de dezembro – Dia dos Santos Inocentes, Mártires

28 dezembro 2010

Neste dia a Igreja recorda os meninos inocentes de Belém e arredores, de idade inferior a dois anos, os quais, conforme o relato do Evangelho, foram arrancados de suas mães e assassinados cruelmente, por ordem de Herodes. Embora não tivessem uso da razão, morreram por Cristo Jesus, e por isso a Igreja os honra com o título de mártires. Em nossos dias, assistimos a uma nova matança dos inocentes, desta vez — é triste reconhecê-lo — tantas e tantas vezes perpetrada pelas próprias mães desnaturadas! De fato, em que consiste o aborto voluntariamente provocado?

Consiste, pura e simplesmente, no assassinato do filho pela própria mãe. O feto, ou seja, o ser humano desde o momento da concepção até o do nascimento, é um ser distinto de sua mãe. Eliminar o embrião, seja em que fase for de seu desenvolvimento, é um assassinato que viola os direitos humanos. Ora, com toda a naturalidade se vai disseminando a prática pecaminosa do aborto, consagrada e protegida pelas legislações! E em alguns casos são legalmente punidos médicos ou enfermeiras católicos que em consciência se recusam a participar desses crimes!

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…” de A de França Andrade

27 de dezembro – Dia de São João, Apóstolo e Evangelista

27 dezembro 2010

(+ Éfeso, séc. I)

Filho de Zebedeu e irmão de São Tiago o Maior, foi discípulo de São João Batista antes de ser o “Discípulo amado” de Nosso Senhor. No alto do Calvário, representou a Humanidade quando recebeu como Mãe a Maria Santíssima, e foi a Ela entregue como filho. É autor do quarto Evangelho e de três epístolas canônicas. Viveu, segundo a tradição, na ilha de Patmos, onde lhe foi revelado o Apocalipse, e morreu quase centenário em Éfeso.

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…” de A de França Andrade

26 de dezembro – Dia de Santo Estevão, Protomártir

26 dezembro 2010

(+ Jerusalém, séc. I)

Santo Estêvão foi um dos sete primeiros diáconos de Jerusalém. Pregava admiravelmente e obtinha numerosas conversões para o Cristianismo, razão pela qual incorreu no ódio dos judeus inimigos da Igreja nascente. Preso e condenado como blasfemo, foi apedrejado. Tem a glória de ser o Protomártir, ou seja, o primeiro mártir que derramou seu sangue por amor a Jesus Cristo.

25 de dezembro – Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo

25 dezembro 2010

No Natal de 1953, comentando num artigo a célebre frase de São João “A Luz brilhou nas trevas” (1, 5), o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira assim escreveu: “Foi com estas palavras que o Discípulo amado anunciou, para seu tempo e para os séculos vindouros, o grande acontecimento que celebramos neste mês. Fórmula sintética, sem dúvida, mas que exprime o conteúdo inexaurivelmente rico, do grande fato: havia trevas por toda a parte, e na obscuridade dessas trevas se acendeu a Luz. Qual a razão destas metáforas? Por que luz? Por que trevas?

Os comentadores são unânimes em afirmar que as trevas que cobriam a terra quando o Salvador nasceu eram a idolatria dos gentios, o ceticismo dos filósofos, a cegueira dos judeus, a dureza dos ricos, a rebeldia e o ócio dos pobres, a crueldade dos soberanos, a ganância dos homens de negócio, a injustiça das leis, a conformação defeituosa do Estado e da sociedade, a sujeição do mundo inteiro à prepotência de Roma. Foi na mais profunda escuridão dessas trevas que Jesus Cristo apareceu como uma luz.

Qual a missão da luz? Evidentemente, dissipar as trevas. De fato, aos poucos, foram elas cedendo. E, na ordem das realidades visíveis, a vitória da luz consistiu na instauração da Civilização Cristã que, ao tempo de sua integridade, foi, embora com as falhas inerentes ao que é humano, autêntico Reino de Cristo na terra” (transcrito de “Catolicismo”, dezembro de 1953).

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…” de A de França Andrade

« Página anteriorPróxima Página »

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • De todos os motivos… Você sabe qual é O mais especial da devoção ao Sagrado Coração de Jesus? Descubra aqui: Leia Mais +
  • “O Homem de Deus” – Conheça a pai incrível história de um Santo do início da História da Igreja. A vida dele é simplesmente impressionante… Leia Mais +
  • Católicos se unem contra a matança dos inocentes. Veja a Nota de Repúdio do bispo de Anápolis. Leia Mais +
  • Verdades que o Católico não pode esquecer: A finalidade da sociedade temporal (isto é, do governo) é preparar as condições para a salvação das almas Leia Mais +
  • Cruz de São Bento: descubra como ela é implacável contra todos os males. Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade