Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘A cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo’

Celebramos o dia do Instrumento da Salvação! Já sabe qual é? Confira

14, setembro, 2018 Sem comentários
Santa Cruz, fonte de vida e salvação

Santa Cruz, fonte de vida e salvação

.
H
oje celebramos o dia de um dos símbolos mais importantes da Salvação.

 

Você sabe qual é?

A Festa da Exaltação da Santa Cruz, em 14 de Setembro, celebra-se a cruz como instrumento de salvação, fonte de santidade e símbolo revelador da vitória de Nosso Senhor sobre o pecado, a morte e o demônio.

A Cruz, onde ocorreu a sacrifício de Nosso Senhor, pela nossa salvação, através da sua morte e ressurreição. Todo aquele que crê pode obter a salvação e a vida eterna.

Todo criador ama sua criação, e Deus por nos amar tanto, entregou seu Filho único.

O Pai deu o Filho para nos salvar, e isso resultou na morte de Jesus e morte de cruz!

Muitos devem se perguntar:

Mas se na Cruz é onde Nosso Senhor fora crucificado, porque celebramos?

“Exaltamos a Cruz de Jesus Cristo, porque é nela que foi revelado o máximo amor de Deus pela humanidade”

Ela exprime duas coisas: toda a força negativa do mal e toda a suave onipotência da misericórdia de Deus.

Uma curiosidade

Quando acharam a Cruz roubada, haviam outras 2 no local, para saberem qual era a de Jesus, e se realmente o poder da ressurreição era verdadeiro, decidiram fazer um teste.

-Um cadáver de um homem foi posto sobre a Cruz, e ao simples contato, ele foi milagrosamente ressuscitado.

-Uma mulher moribunda foi trazida ao local das cruzes, tendo sido curada pela verdadeira cruz.
.

O sinal da Cruz

A prática de fazer o sinal da cruz é vivida desde os primórdios da Igreja.  web3-cross-sign-hand-in-the-name-of-father-pray-dsc_1182-marko-vombergar-aleteia1

Quando traçamos o sinal da cruz sobre o nosso corpo, estamos afirmando três verdades fundamentais de nossa fé: Deus, que é Uno e Trino; a Encarnação de Jesus e Sua Morte na Cruz.

.
.
Nos aconselha São Cirilo de Jerusalém:
.

“Não nos envergonhemos de professar o Crucificado, selemos confiadamente a testa com os dedos, façamos o sinal da cruz, sobretudo sobre o pão, a comida e os copos de que bebemos!
Façamos quando vamos e quando vimos, antes de dormir, ao deitarmo-nos e ao levantarmo-nos, quando andamos e descansamos!”

.
Graças a Deus a Cruz está guardada na tradição e no coração de cada verdadeiro cristão, por isso neste dia, a Igreja nos convida à rezar:
.

“Do Rei avança o estandarte,
fulge o mistério da Cruz,
onde por nós suspenso o autor da vida,
Jesus.
Do lado morto de Cristo,
ao golpe que lhe vibravam,
para lavar meu pecado o sangue e a água jorravam.
Árvore esplêndida bela de rubra púrpura,
ornada dos santos membros,
tocar digna só tu foste achada.
Viva Jesus!
Viva a Santa Cruz!”

.

.
.*  *  *
botao_07

Não esqueça de compartilhar.

Você sabia que existe algo que pode unir todos os homens? Então veja o que é agora mesmo.

19, julho, 2018 Sem comentários
bens espirituais

Rev. Padre Reginald Garrigou-Lagrange


.
A urgência premente de nos lembrarmos do único necessário se faz sentir particularmente neste tempo de mal-estar e de confusão geral em que tantos homens…

.
E
até povos, perdendo de vista nosso verdadeiro fim último, colocam-no nos bens terrenos, esquecendo o quanto estes diferem dos bens espirituais e eternos.

No entanto, é claro, como disse Santo Agostinho:

“Que estes mesmos bens materiais, ao contrário dos bens espirituais, não podem ao mesmo tempo pertencer integralmente a muitos”.

A mesma casa, o mesmo terreno, não podem simultaneamente pertencer de modo integral a muitos homens, nem o mesmo território a muitos povos.

.
Daí vem o terrível conflito de interesses, quando se põe febrilmente o próprio fim último nestes bens inferiores.

.
Ao contrário, Santo Agostinho se compraz em insistir que os mesmos bens espirituais podem pertencer simultânea e;

Integralmente a todos e a cada um, sem que ninguém perturbe a paz a outrem.

Até, por sinal, nós os possuiremos tanto melhor quanto mais numerosos formos em gozar deles conjuntamente.

Podemos, pois, deste modo, gozar todos simultaneamente, sem de modo algum nos prejudicarmos uns aos outros, a mesma verdade, a mesma virtude, o mesmo Deus.

.
Estes bens espirituais são bastante ricos e universais para pertencerem ao mesmo tempo a todos e para satisfazerem a cada um de nós.

.
Mais ainda, não possuímos plenamente uma verdade, se não a ensinarmos a outros, se não os fizermos participar de nossa contemplação.

Não amamos realmente uma virtude se não a quisermos ver amada pelos outros. Não amamos sinceramente a Deus se não o quisermos fazer amado.

Enquanto se perde o dinheiro que se dá ou que se gasta, não se perde a Deus dando-os aos outros, antes ficamos possuindo-o melhor.

.
Nós o perderíamos se, pelo contrário, por ressentimento permitíssemos que sequer uma alma ficasse sem Ele;

.
Se quiséssemos excluir uma alma do nosso amor, mesmo aquela que nos perseguisse e caluniasse.

.
Há nesta verdade simplíssima e altíssima, tão querida de Santo Agostinho, uma grande luz.

.
Se os bens materiais dividem os homens, principalmente quando são procurados por si mesmos;

Os bens espirituais unem os homens com uma profundidade que só cresce na medida em que amamos tais bens.

.
.
Fonte: Pe. Réginald Garrigou Lagrange, As Três Vias e as Três Conversões.

.
*  *  *

.
bt_oferta_ASC-2

Com esse sinal você também poderá vencer qualquer desafio! Veja.

4, maio, 2018 Sem comentários
Visão de Constantino.

Visão de Constantino.

.

.
Constantino o Grande, no ano de 312, devendo apresentar batalha a seu inimigo Maxênio, pediu a proteção de Deus.

.
A
o acampar diante do inimigo, viu resplandecer no céu uma Cruz que trazia escrito:

“In hoc signo vices” (com este sinal vencerás).

À noite lhe apareceu Nosso Senhor Jesus Cristo com o mesmo sinal e lhe mandou que fizesse gravar em seu estandarte aquele sinal e o levasse para o combate.

.
Assim o fez o Imperador, vencendo o inimigo.

.

.
Nota: Constantino era filho de Santa Helena, aquela que depois deste fato acima narrado descobriu a Santa Cruz em Jerusalém.

Por certo, este favorecimento que Constantino recebeu do alto, em grande parte, o foi por mérito de sua santa mãe.

Desta data em diante houve liberdade religiosa, concedida por Constantino, após séculos de perseguição terrível, que deu a Santa Igreja milhares de mártires.

.
.
Fonte: APUNIES Y EJEMLOS DE CATECISMO – José P. Grandmaison – Livreria Editorial Santa Catalina – Buenos Aires – P edição, 1949, p. 69.

.
*  *  *

.
botao-oferta-aascj

Por que o Católico não pode ser Espírita? Veja esses 21 motivos.

22, janeiro, 2018 1 comentário
Nosso Senhor Jesus Cristo ressuscitou e não reencarnou!

Nosso Senhor Jesus Cristo ressuscitou e não reencarnou!

.
O católico não pode ser espírita porque:

.
1 –  O católico acredita nos Mistérios e aceita as Verdades contidas na Sagrada Escritura e na Tradição católica, certo de que elas foram reveladas ou inspiradas por Deus.


Ao contrário, o espírita proclama que não há mistérios e tudo o que ultrapassa a compreensão natural da mente humana  é falso e deve ser rejeitado.

.
2 –  O católico instruído crê que Deus pode fazer milagres e que muitos milagres ocorreram e ocorrem ao longo da História.

.
O espírita rejeita a possibilidade de milagres e ensina que Deus também está submisso às leis da natureza.

.
3 – 
O católico crê que a Sagrada Escritura foi inspirada por Deus e, portanto, não pode conter erros em questão de fé e moral.

.
O espírita declara que a Bíblia está cheia de erros e contradições e que esta nunca foi inspirada por Deus.

.
4 – O católico crê que Nosso Senhor Jesus Cristo enviou o Espírito Santo aos apóstolos e que a Igreja tem a assistência do Espírito Santo para que os autênticos sucessores dos apóstolos possam transmitir fielmente a sua doutrina.

O espírita declara que os apóstolos e seus autênticos sucessores não entenderam os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo e que tudo quanto transmitiram está errado ou foi falsificado.

.
5 – O católico crê que o Papa, sucessor de São Pedro, é infalível em questões de fé e moral.

.
O espírita declara que os papas só espalharam o erro e a incredulidade.

.
6 – O católico crê que Nosso Senhor Jesus Cristo instituiu a Igreja para continuar a sua obra.


O espírita declara que até a vinda de Allan Kardec, a obra de Cristo estava inutilizada e perdida.

.
7 – O católico crê que Nosso Senhor Jesus Cristo encerrou toda a Revelação e que não há mais nada para ser revelado.

.
O espírita proclama que o espiritismo é a terceira revelação, destinada a retificar e até mesmo substituir o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

.

8 – O católico crê na Santíssima Trindade.


O espírita nega esta verdade.

.
9 – O católico crê que Deus é o Criador de tudo, Ser pessoal, distinto do mundo.

.
O espírita afirma que os homens são partículas de Deus (panteísmo).

.
10 –
 O católico crê que a alma humana é criada do nada, diretamente por Deus, no momento da concepção.


O espírita afirma que nossa alma é resultado de lenta e longa evolução, tendo passado pelo reino mineral, vegetal e animal.

.
11 – O católico crê que o homem é um ser composto, substancialmente, de alma e corpo (união substancial).

.
O espírita afirma que é composto entre perispírito e alma e que o corpo é apena um invólucro temporário, um “alambique para purificar o espírito”.

.
12 –
 O católico obedece a Deus que, sob severas penas, proíbe a evocação dos mortos.


O espírita faz desta evocação uma nova religião.

.

Santo Sepulcro vazio após a ressurreição de Jesus Cristo.

13 – O católico crê na existência de anjos e demônios.


O espírita afirma que não há anjos, mas espíritos evoluídos e que eram homens;

Que não há demônios, mas apenas espíritos imperfeitos que alcançarão a perfeição.

.
.
.
.
.
14 – 
O católico crê que Nosso Senhor Jesus Cristo é verdadeiramente o Filho Unigênito de Deus, Segunda Pessoa da Santíssima Trindade.


O espírita nega esta verdade fundamental da fé e afirma que Cristo era apenas um grande médium e nada mais.

.
15 – O católico crê também que Nosso Senhor Jesus Cristo é verdadeiro homem, com corpo real e alma humana.

.
Grande parte dos espíritas afirma que Cristo tinha apenas um corpo aparente ou fluídico.

.
16 – O verdadeiro católico crê que Maria Santíssima é a Mãe de Deus, Imaculada e assunta ao céu.

.
O espírita nega e ridiculariza todos os privilégios da Santíssima Virgem.

.
17 – O católico crê que Nosso Senhor Jesus Cristo veio para nos salvar, por sua Paixão e Morte.


O espírita afirma que Nosso Senhor Jesus Cristo não é nosso Redentor, mas apenas veio para ensinar algumas verdades e de modo obscuro; e que cada pessoa precisa remir-se a si mesma.

.
18 – O católico crê que Deus pode perdoar o pecador contritamente arrependido.


O espírita afirma que Deus não pode perdoar os pecados sem que se proceda rigorosa expiação e reparação feita pelo próprio pecador, sempre em novas reencarnações.

.
19 – O católico crê nos Sete Sacramentos e na graça própria de cada Sacramento.

.
O espírita não aceita nenhum Sacramento, nem mesmo o poder da graça santificante.

.
20 – O católico crê que o homem vive uma só vez sobre a Terra e que desta única existência depende a vida eterna.


O espírita afirma que a pessoa nasce, vive, morre e renasce, e progride continuamente (reencarnação).

.
21 – O católico crê que após esta vida existe o céu e o inferno.


O espírita nega, pois crê em novas reencarnações.

.

Fonte: Retirado dos escritos de Frei Boaventura Kloppenburg, O.F.M. Bispo da Diocese de Novo Hamburgo (RS) 
.

*  *  *

.

Seu nome pode ser inscrito em mais de 60 Missas por ano e você pode receber inúmeras graças em sua vida.

Clique no link abaixo e confira.

.
.

botao_07

.

.

.

Hoje comemoramos a Festa da Exaltação da Santa Cruz! Leia esta importante reflexão.

14, setembro, 2016 Sem comentários
Exaltação da Santa Cruz

Hoje comemoramos a Solenidade da Exaltação da Santa Cruz!

.

.

A Santa Mecthilde do Santíssimo Sacramento escreveu:


“A Invenção da Santa Cruz é uma festa vulgar para todos os cristãos, pois o sofrer é coisa que todo dia nos sucede.

A Exaltação da Santa Cruz é, pelo contrário, uma festa muito rara, porque poucas são as almas que louvam e exaltam a Cruz, com cuja imposição lhes manifesta Deus o poder da sua graça”. 

A Cruz será exaltada no dia do Juízo, naquele vale em que todos havemos de comparecer, Ela que será vista, com inefável alegria, pelo justo que Ela salvou e redimiu! 

Porque não aceitá-la pois, com amor? 

Vivamos numa perpétua exaltação da Santa Cruz. 


Exaltemos essa Cruz tão desprezada e injuriada, essa Cruz que tamanho horror causa à nossa extrema delicadeza e imensa sensualidade.


O Apóstolo São Paulo dizia: – “Livre-me Deus de me gloriar de outra coisa que não seja a Cruz de Jesus Cristo!”

Não nos assuste a Cruz. “O medo da Cruz- diz o Santo Cura d’Ars – é a nossa maior Cruz”.


Exaltemos a Cruz que Nosso Senhor nos destinou, manifeste-se Ela por doença, morte, luto, calúnia, perseguição, provações interiores, pelo que for!


Só pela Cruz nos salvará Aquele que morreu na Cruz!

Santa Isabel de Turíngia fez este pedido a Nosso Senhor: – “Meu Deus, Cruz por cruzes!” e Jesus lhe responde: – “Minha filha, Amor por amor!”.

.
.

Fonte: http://farfalline.blogspot.com.br/ Retirado do livro “Breviário da Confiança”, de Mons. Ascânio Brandão.

.
*  *  *

.

Ligue agora para nossa Central de Intenções e inclua seu nome na Missa de proteção do Sagrado Coração de Jesus

.
Ligue agora para:

.
0800 774 7557
(grátis para todo o Brasil)

.

.

.

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Como conservar a castidade e ter uma alma pura? Leia Mais +
  • Os santos da Igreja possuem os melhores conselhos para que você possa educar seus filhos Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade