Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Amor de Cristo’

Devemos amar, acima de tudo, o Amor do Coração de Jesus

26, fevereiro, 2019 3 comentários

Bem-aventurado aquele que compreende o que seja amar o Coração de Jesus e desprezar-se a si por amor de Jesus. Por esse amor deves deixar qualquer outro, pois Jesus quer ser amado acima de tudo.

O amor da criatura é enganoso e inconstante; o amor de Jesus é fiel e inabalável. Apegado à criatura, cairás com ela, que é instável; abraçado com Jesus, estarás firme para sempre.

A Ele ama e guarda como amigo que não te desamparará, quando todos te abandonarem, nem consentirá que pereças na hora suprema. De todos te hás de separar um dia, quer queiras, que não.

Conchega-te a Jesus na vida e na morte; entrega-te à sua fidelidade, que só Ele te pode socorrer, quando todos te faltarem. Teu Amado é de tal natureza, que não admite rival: Ele só quer possuir teu coração e nele reinar como rei em seu trono.

Se souberas desprender-te de toda criatura, Jesus acharia prazer em morar contigo. Quando confiares nos homens, fora de Jesus, verás que estás perdido.

Não te fies nem te firmes na cana movediça: porque toda a carne é feno, e toda a sua glória fenece como a flor do campo (Is 40,6).

Facilmente serás enganado, se só olhares para as aparências dos homens. Se procuras alívio e proveito nos outros, quase sempre terás prejuízo.

Procura a Jesus em todas as coisas, e Jesus acharás. Se te buscas a ti mesmo,também te acharás, mas para a tua ruína.

Pois o homem que não busca a Jesus é mais nocivo a si mesmo que todo o mundo e seus inimigos todos.

Retirado do livro “Imitação de Cristo”, por Tomás de Kempis.


Entregue-se ao Coração de Jesus e você verá o quanto este amor é Fiel e compensador.

Não se sinta mais angustiado ou só. Ele está com você em todos os momentos. Celebramos a Santa Missa dos Angustiados:

Ligue para 0800 608 2126 e inscreva seus pedidos de graça. A ligação é totalmente gratuita. 

Curiosidade – A Grande Promessa do Coração de Jesus

4, fevereiro, 2019 Sem comentários
gdepromessa

Representação do momento em que o Coração de Jesus revelou a Santa Margarida Maria Alacoque a Grande Promessa!

.

Em 1673, o Coração de Jesus revelou a Santa Margarida Maria Alacoque a Grande Promessa.

Ao qual nela, Ele diz que aqueles que devemos comungar as primeiras sexta-feiras do mês durante nove meses seguidos para ter a salvação em Estado de Graça!

Muitos pensam que somente a oração neste tempo é necessário, mas não tão “simples” quanto parece.

Não devemos pensar que conseguiremos toda absolvição dos nossos pecados, devemos nos recordar de todo ensinamento ao qual Jesus nos passou. Continue lendo e entenda…

Primeiramente, existem três elementos essenciais que devemos seguir, ao cumprir esse período de oração:

Objeto – Ao qual alcançaremos ao cumprir a promessa; graça da penitência final, morte em estado de graça, portanto salvação eterna. 

Motivo – para acreditar na excessiva misericórdia ao qual o Coração de Jesus prometeu tanto a Santa Margarida, quanto para Santa Faustina. 

Condição – para alcança-la devemos praticar a comunhão, sem interrupções.

De acordo com Pio XII, não seria somente o ato de comungar durante nove primeiros meses.

Existem ensinamentos que são claros que já estavam contidos na Sagrada Escritura ao qual não podemos esquecer.

Em sua carta encíclica – Haurietes Aquas, ele faz pequenas citações de que neste tempo as provações serão mais fortes.

E que o homem poderá pensar que neste tempo os pecados não valerão, apenas o tempo de adoração. 

Caridade, amor ao próximo, rezar, confessar, confiar imensamente no Coração de Jesus ao qual foi dito a Joséfa Menéndez.
.

“Se alguém quiser seguir-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.
Pois quem quiser salvar a sua vida há-se perdê-la, mas quem quiser perder a sua vida por Minha causa, há-se encontrá-la!”
(Mt. 16, 25).

.
O caminho ao qual escolhemos Jesus será árduo. 
O nosso sofrer nos ajudará a “abandonar” a vida mundana, nos apegando na vida ao Vosso lado. 

Você já pensou nisso? Entregou o seu sofrimento ao Coração de jesus?

Dessa forma poderemos conquistar a Vida Eterna!

Fonte – Haurietes Aquas, do Sumo Pontífice Papa PIO XII e Devoção ao Sagrado Coração de Jesus.


botao_3

Coração de Jesus e Divina Misericórdia, duas devoções e um significado! Entenda – Parte III

20, janeiro, 2019 2 comentários

Divina MisericórdiaE a Divina Misericórdia?

Diz o beato Papa João Paulo II:

“Em Cristo e por Cristo…se torna especialmente visível a Sua misericórdia.
Não somente fala dela e a explica pelo uso de comparações e parábolas, mas acima de tudo Ele mesmo a encarna e a personifica. Ele mesmo, em certo sentido, é misericórdia” (Carta Encíclica Dives in misericórdia, 2).

E santa Faustina Kowalska o reafirma:

“Fostes levados pela misericórdia, e Vós mesmo Vos dignastes descer até nós e nos levantar de nossa miséria… assim se realiza o inconcebível milagre da Vossa misericórdia, Senhor. O Verbo se fez carne: Deus habitou entre nós, o Verbo de Deus – a Misericórdia encarnada” (Diário, 1745).

Sem dúvida, para santa Faustina, o centro de sua vida, seu primeiro amor, era o misericordioso Sagrado Coração de Jesus.

Sua devoção era o Sagrado Coração, mas focalizada no misericordioso amor que flui para nós vindo ao Amor Divino.

Da mesma forma que na devoção tradicional ao Sagrado Coração de Jesus, passado a santa Margarida Maria Alacoque.

Nosso Senhor forneceu a santa Faustina novas formas com que seu misericordioso Coração devia ser honrado, e novos vasos para uma renovada efusão da Sua graça:

– Novas orações; terço Divina Misericórdia e as preces para a Hora da Misericórdia 15 horas ( 3 horas da tarde).

– Uma nova festa para a Igreja Católica; Festa da Divina Misericórdia, comemorada no domingo seguinte ao da Páscoa.

Usando uma pequena parte da frase do Coração de Jesus, podemos afirmar:

“Eis a misericórdia que tanto convida os pecadores”


Ambas as devoções baseadas em explicar tanto o Amor Infinito de Nosso Senhor Jesus por nós, quanto para mostrar que neste Coração, encontraremos submissão e o Amor.

O seu desejo? É habitar nos lares e famílias.

Por isso, convidamos você a participar do grupo Famílias do Coração de Jesus! Clique aqui.

Neste você nos ajudará a propagar a devoção ao Amor Divina de Nosso Senhor.

Sem contar que diversos presentes estão a sua espera, conheça-os clicando aqui.

Corresponder ao Amor Divino

15, janeiro, 2019 Sem comentários

“Fazei nosso coração semelhante ao vosso”
.

Não sejamos surdos e ingratos a essa sublime devoção, correspondendo ao divino amor do Coração de Jesus por nós.

Como corresponder?

Procurando, por exemplo, fazer tudo conforme seus divinos preceitos, e evitar tudo o que os contraria.

Assim, estaremos purificando nossos corações e assemelhando-os ao Sacratíssimo Coração.

Uma breve aplicação: por obra da funesta Revolução Francesa, o Rei Luís XVI foi condenado à guilhotina.

Subiu ao patíbulo com toda paciência, mas quando o carrasco quis atar-lhe as mãos, num gesto enérgico ele não permitiu, dizendo que não aceitaria tal humilhação.

Seu último confessor, o Pe. Edgeworth de Firmont, então disse-lhe:

“Senhor, esta humilhação será ainda mais um traço de semelhança entre Vossa Majestade e Nosso Senhor Jesus Cristo”.

Ao que Luís XVI respondeu:

“Se isso agrada a Jesus, estou pronto para ser amarrado”.

Tal resposta do soberano francês poderia ser aplicada em todas as circunstâncias de nossa vida: estarmos prontos para fazer tudo o que agrada a Jesus; e nada, absolutamente nada que O desagrade.

Para chegar a essa prática habitual, é muito aconselhável uma jaculatória que se encontra no final da Ladainha do Sagrado Coração:

“Jesus, manso e humilde de coração. Fazei nosso coração semelhante ao vosso”.
.

Botão 2019


Leia a matéria completa: Primeira parte, segunda parte.

Os primeiros apóstolos do Coração de Jesus

14, janeiro, 2019 1 comentário

O primeiro e maior de todos os mandamentos

Santa Margarida e seu diretor espiritual, São Cláudio La Colombière, juntos expandiram a devoção ao Amor Divino.

Em Jerusalém, perguntaram a Jesus qual era o primeiro de todos os mandamentos.

Eis a resposta:

“Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma, com toda a tua mente, e com todas as tuas forças” (Mc 12, 30).

Se amamos a Deus, temos de estar dispostos a nos sacrificar por Ele;

Prontos para combater aqueles que atacam e desprezam seus Divinos Ensinamentos e fazer de tudo para reparar as ofensas contra o Pai Eterno.

Seremos, de fato fiéis, se tomarmos as ofensas como pessoais e procurar consolá-lo pelo ultraje recebido.
.

Um exemplo é Santa Margarida Maria Alacoque, elegida por Jesus para ser “discípula dileta do Vosso Coração.”

A ela Nosso Senhor pediu que fosse instituído o excelente costume da comunhão reparadora das primeiras sextas-feiras de cada mês.

Outro modelo a ser seguido é de Jacinta, a quem Nossa Senhora apareceu em Fátima.

Com apenas 10 anos, ela já tinha uma clara noção disso. Antes de seu falecimento, disse à sua prima Lúcia:

“Se eu pudesse meter no coração de toda a gente o lume que tenho cá dentro no peito, a queimar-me e a fazer-me gostar tanto do Coração de Jesus e do Coração de Maria!”

.
Palavras que revelam o quanto uma menina inocente se abrasava do amor de Deus e se compadecia daqueles Corações ofendidos.

Até mesmo católicos vivendo como se Deus não existisse.

O mundo atual sofre os abalos de um terrível terremoto moral. Todas as instituições da sociedade e do Estado encontram-se flageladas por profundas crises.

Certamente porque o Criador e Redentor do gênero humano deixou de estar no centro das cogitações.

Muitas vezes Ele não habita os corações daqueles que se dizem católicos. É ultrajado de todos os modos, tendo sido destronado na sociedade neopagã de nossos dias.

CoPio Xmo remediar essa catastrófica situação?

O Papa São Pio X indicou-nos uma solução:

“Se alguém pedir uma palavra de ordem, sempre daremos esta e não outra: Restaurar todas as coisas em Cristo”.

Para isso, há necessidade de reentronizar o Sagrado Coração de Jesus nas almas, nas famílias, nas instituições, em todas as nações.

Numa palavra:

Restaurar a realeza social e divina d’Aquele que é “Rei dos reis e Senhor dos senhores” (Ap 19, 16).

Para isso, a devoção ao Sagrado Coração de Jesus é o remédio por excelência.


Quando o Amor Divino estiver presente em todos os lares e almas, já poderemos considerar uma expectativa de vida melhor.

Infelizmente, as pessoas esqueceram de Nosso Senhor e situação do mundo; guerras, crises, mortes e doenças é um sinal claro disso.

Clique aqui e participe do grupo Famílias do Coração de Jesus e nos apoie a entronizar o Sagrado Coração nas famílias. 

Nos ajude a contornar essa situação, juntos poderemos amenizar a fúria Divina.

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • MISSA DA SEMANA: Nossa Senhora Rainha Leia Mais +
  • Por que a Confissão é tão importante para todo católico? Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade