Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Amor do Coração de Jesus’

O que devemos refletir na Sexta-Feira Santa, dia da Morte de Cristo? Santo Afonso Ligório nos diz

19, abril, 2019 3 comentários
Nosso Senhor Jesus Cristo sendo Crucificado.

Nosso Senhor Jesus Cristo sendo Crucificado.


.
Pilatos, com medo de perder as boas graças de César, depois de ter declarado tantas vezes a inocência de Jesus, condenou-o finalmente a morrer crucificado.

“Ó meu inocentíssimo Salvador, que delito cometestes para serdes condenado à morte?” pergunta S. Bernardo, e responde:
.

“O vosso pecado é o vosso amor.
O vosso pecado é o grande amor que nos tendes, é ele que mais do que Pilatos vos condena à morte.”

.
Lê-se a iníqua sentença. Jesus a escuta e todo resignado a aceita, submetendo-se à vontade do eterno Padre, que o quer ver morto na cruz por nossos pecados:
.

“Humilhou-se a si mesmo, fazendo-se obediente até à morte de cruz” (Fl 2,8).

Ah, meu Jesus, vós aceitastes inteiramente inocente a morte por meu amor; eu, pecador, por vosso amor, aceito a morte quando e como vos aprouver.

Lida a sentença, precipitam-se com fúria sobre o inocente cordeiro, impõem-lhe novamente suas vestes e apresentam-lhe a cruz feita com duas toscas traves.

Jesus não espera que lha imponham, Ele mesmo a abraça, beija-a e coloca-a sobre Seus feridos ombros, dizendo:

“Vem, minha querida cruz, há trinta anos que eu te busco; quero morrer por ti por amor de minhas ovelhas”.

Ah, meu Jesus, que podíeis fazer ainda para obrigar-me a vos amar? Se um criado meu se tivesse oferecido unicamente a morrer por mim, teria conquistado todo o meu amor.

Como, pois, pude eu viver tanto tempo sem vos amar, sabendo que vós, meu sumo e único senhor, morrestes por mim?

Eu vos amo, ó sumo bem, e, porque vos amo, arrependo-me de vos ter ofendido.

Contempla o Salvador que vai morrer por ti

Nosso Senhor após ser flagelado.

 

.
.

Os condenados deixam o tribunal e se dirigem para o lugar do suplício: entre eles se acha também o rei do céu com a cruz às costas:

“E carregando sua cruz se encaminhou para o lugar que se chama Calvário (Jo 19,17).

Saí também vós do paraíso, ó serafins, e vinde acompanhar o vosso Senhor que sobre o Calvário para ser crucificado.

.
.
.
.
Ó espetáculo! Um Deus que vai ser crucificado pelos homens! Minha alma,contempla o teu Salvador que vai morrer por ti.

Vê como está com a cabeça curvada, com os olhos trêmulos, todo coberto de feridas, escorrendo sangue com aquele feixe de espinhos na cabeça e aquele pesado madeiro sobre os ombros.

Ó Deus, com que dificuldade caminha ele, parecendo que vai expirar a cada passo que dá. Ó Cordeiro de Deus, aonde ides? Vou morrer por ti.

Quando me vires morto, recorda-te do amor que te mostrei e ama-me.

Ah, meu Redentor, como pude viver até agora esquecido do vosso amor?

Ó pecados meus, vós haveis amargurado o coração de meu Senhor, esse coração que tanto me amou.

Ó meu Jesus, arrependo-me da injustiça que vos fiz, agradeço-vos a paciência que tendes tido comigo e vos amo: amo-vos com toda a minha alma e só a vós eu quero amar.

Recordai-me sempre do amor que me consagrastes, para que eu nunca mais deixe de vos amar. 

“…tome a sua cruz todos os dias, e siga-me”. Jesus Cristo sobe o Calvário e nos convida a segui-lo.

Sim, meu Senhor, vós, inocente, ides adiante com a vossa cruz; pois bem, caminhai, que eu não vos abandonarei.

Enviai-me a cruz que quiserdes, que eu a abraço e com ela quero acompanhar-vos até à morte.

.
Quero morrer juntamente convosco, como vós morrestes por mim.

.
Vós me mandais que eu vos ame e eu nada mais desejo senão amar-vos.

Meu Jesus, vós sois e sempre haveis de ser meu único amor. Ajudai-me a vos permanecer fiel. Maria, minha esperança, rogai a Deus por mim. 

.
Retirado do Livro: “Reflexões sobre a Paixão de Jesus Cristo, expostas às almas devotas” de Santo Afonso de Ligório..


Registre seus pedidos de Oração na Santa Missa de Páscoa clicando aqui!
.
Inscreva-se no WhatsApp e receba conteúdos exclusivos sobre o Coração de Jesus.
Clique aqui!
.

Os sentimentos do Sagrado Coração de Jesus: Amor e o Sofrimento. Parte – ll

28, fevereiro, 2019 Sem comentários

Quem ama alegra-se no sofrimento:

.
Coração de Jesus

Ele oferece o Vosso Sagrado Coração a todos.

Daí provinha a inexaurível paciência do meu Coração, com a qual tolerava sem queixa nem amargura, as dores. Embora imerecidas e indignas. O amor é paciente. O amor tudo suporta (1 Cor 13,7).

Daí provinha a vontade do meu Coração ao consentimento do divino, em meio de todas as aflições e dores. Conformando por amor minha vontade à divina, estava espontaneamente pronto a tudo padecer.

Daí nascia a alegria do meu coração no sofrimento. Quem ama, conhecendo a bondade do objeto amado, alegra-se ao fruí-lo. Meu Coração conhecia perfeitamente a excelência da vontade divina. Por isso deleitava-se em cumpri-la, mesmo entre os muitos e vários sofrimentos.

Daí se originava o sobrenatural desejo de sofrer que me inflamava o Coração.

Com efeito, o verdadeiro amor deseja realmente dar prova da sua sinceridade, ternura e fidelidade. 

Por isso, meu Coração, continuamente estimulado pelo amor, sempre anelava consumar aquela dolorosa Paixão, que seria para Deus e permaneceria para os homens prova manifesta e eterna da sinceridade, ternura e fidelidade e mesmo exuberância de meu amor.

…e Ele quis que nós O amássemos intensamente

Entretanto, meu filho, o amor do meu Coração queria ir mais longe. Almejava com seus excessos arrebatar os corações dos homens e abrasá-los em seu ardor.

Eu viera trazer o fogo à terra, e qual a minha vontade senão que se inflamasse? (LC 12,49). Para isso cumpria-se ser batizado no vivo e ardente batismo de meu Sangue. Refiro-me à Paixão, na qual me vi totalmente mergulhado e submerso.

Quanto me sentia angustiado até à sua consumação! Quanto suspirava o meu Coração por esse batismo ardente, cuja força maravilhosa havia de purificar, aquecer e inflamar os corações dos homens!

Ali se purificaram e abrasaram os apóstolos e mártires, os santos confessores e virgens, que, em seu puro amor para comigo, estavam prontos a tudo sofrer e a seguir-me por aflições, mortificações, mil tormentos e mil mortes. 

E teu coração, filho, será incapaz de inflamar-se? Se te amei a tal ponto, foi para estimular-te a retribuir-me a dileção, a fim de reivindicar para mim todo o teu amor.

O Amor demanda Amor

Filho, se considerares amiúde com atenção até que ponto te amei, e quanto maiores motivos tens de amar-me do que eu a ti, sem dúvida serás incitado a pagar-me amor com amor.

Uma vez que o amor se apoderar do teu coração, há de produzir nele, em relação ao sofrimento, sentimentos análogos aos do meu Coração.

Quanto mais me amares, tanto mais estarás pronto a sofrer. E quanto melhor sofreres, tanto mais perfeitamente me amarás.

Se te acontecer não experimentar, em relação ao sofrimento, os sentimentos do meu Coração, é sinal que o teu não se acha em bom estado, ou antes está em má disposição.

Examinando-o, descobrirás que a causa é porque teu coração, privado do divino fervor, se entorpece no frio da indiferença ou é queimado pela viciosa febre do amor-próprio.

Mas justamente por te veres tão maldisposto, que és incapaz de tocar e saborear essas iguarias, tão dignas das grandes almas, toma o propósito de erguer-te e estimular-te virilmente.

Pelo menos, deseja teu coração seja assim animado pelos mesmos sentimentos que o meu.  


Quer ser o primeiro a ler as matérias sobre o Coração de Jesus?

Clique aqui e veja como!

Quando o Amor Divino se mostrou aos homens?

12, janeiro, 2019 Sem comentários

Sagrado-Coração-de-JesusDe acordo com as Sagradas Escrituras o símbolo do Amor Divino, representado pelo Coração de Jesus, se mostrou somente no momento da sua Paixão.

Será que realmente foi dessa maneira?

Certamente, sim e não. O amor dEle começou antes mesmo de receber a sua vida carnal.

Entenda:

O amor dEle começou antes mesmo de receber sua vida carnal. Entenda:

Mesmo sabendo o quão dolorosa seria sua vida e inclusive seu fim, Nosso Senhor não deixou de nos amar, pelo contrário.

Ao ver que os homens o julgariam Ele “praticamente” nos amou mais ainda.

Somente através do amor matamos o ódio.

E Ele sabia que a própria morte era essencial para fazerem as pessoas acreditarem que Ele nos amava de fato, mas seu martírio não foi somente para isso.

Durante sua Paixão é possível dizer que Jesus aceitou o fardo de ser crucificado com ador.

Ao transpassarem seu coração ficaram surpresos ao verem que além de sangue jorrava água:.

A cor branca representa a água e a vermelha o sangue.

A cor branca representa a água e a vermelha o sangue.

A água significa o Batismo, apresentado por Jesus a Nicodemos como um renascer da água e do Espírito.

A água, vivificada pelo Espírito e feita sacramento, é o canal pelo qual passa a vida do Filho de Deus para aqueles que são feitos filhos adotivos ou filhos no filho.

O sangue que jorra do lado de Cristo, significa a Eucaristia, o sacramento central ou o ponto alto da comunhão dos homens com Deus.

Estes dois sacramentos são as colunas da Santa Igreja; enxertando os fiéis em Cristo, completam o Corpo Místico ou a Igreja.

A Igreja é a nova Eva (Mãe da Vida), que nasce do novo Adão (Jesus Cristo).

Por ter conhecimento de sua ressurreição, sabendo que os céticos ficariam calados, Ele não se preocupou com sua martírio.


Você tem filhos, sobrinhos ou alguém conhecem que está estudando?

 Provavelmente deve se lembrar que as férias deles estão acabando ou já acabaram.

Se lembrou de rezar pelos estudos deles?

Não?

Clicando aqui você inscreverá, gratuitamente, seus pedidos na Santa Missa para pedir Graças nos Trabalhos e Estudos.

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • 15/09 – Dia de Nossa Senhora das Dores Leia Mais +
  • É Hoje! Festa da Exaltação da Santa Cruz Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade