Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘História dos Santos’

Ela é a Santa das Causas Impossíveis! Descubra como ela alcançou a santidade apesar de ter sido obrigada a se casar: (Parte III)

15, outubro, 2018 1 comentário
Santa Rita de Cássia, padroeira das Causas Impossíveis.

Santa Rita de Cássia, padroeira das Causas Impossíveis.

.
Mas Paulo Fernando – nessa época não se levavam em conta os nomes de família das pessoas do povo;


Era homem com quem não se podia discutir nem do qual se pudesse esperar dispensa
de compromisso.

Os escritores o descrevem como um homem pervertido, violento; alguns deles supõem que já se havia mesmo envolvido em rixas; seria capaz de provocar um escândalo se Rita e seus pais não consentissem nesse casamento.


Imaginai qual foi então a consternação da pobre menina por se ver inconscientemente colocada em tal situação.


Multiplicou as penitências, esmolas e orações.


Mas Deus, que tem os seus caminhos, não escutou as suas preces ou antes, não lhe quis retirar essa cruz, porque tinha sobre ela outros desígnios.


Em compensação, concedeu-lhe outras graças, entre as quais a de ganhar a alma de seu esposo e a de dar às esposas martirizadas um flamejante exemplo de paciência heroica.

Foi assim que Rita se tornou esposa, abraçando sua cruz, e avançando no caminho de seu calvário.

Alguns autores, baseando-se numa frase do sarcófago que encerra as relíquias da santa, afirmam que o sacrifício de Rita não foi útil somente ao seu marido, mas ainda a todo o vale: veremos de que maneira.

“Os conciliadores de Jesus Cristo”


Cássia, juntamente com outros territórios, fora anexada aos domínios da Igreja Romana, que enviava governadores seus.


Mas, enquanto o Papa Gregório XI estava em Avinhão, os Gibelinos de Cássia, inimigos do governo pontifício, chamaram em seu auxílio Tomás de Chiavano, que acudiu com seus partidários;

Os quais não satisfeitos de expulsar o governador e os outros oficiais da Cúria Romana, cometeram graves delitos: devastação do país, roubos, homicídios, incêndios.

Parece que Paulo Fernando foi dos mais exaltados e que Rocca Porena esteve sujeita, durante algum tempo, às suas ameaças e opressões.

Após cerca de três anos de um domínio que mais podemos chamar de pilhagem, os rebeldes se submeteram de novo ao Pontífice e foram perdoados;

E podemos conjeturar que foi a influência salutar de Rita que conduziu seu marido a melhores sentimentos.


Uma vez amansado o lobo, toda a povoação respirou. Assim se explica a citação de vários historiadores que dizem dos Mancini ( os pais de Rita e ela própria) que foram chamados: “Os conciliadores de Jesus Cristo”.

.
.

Fonte: “Santa Rita de Cássia” do Mons. Luís de Marchi.

.

*  *  *

.
bt_oferta_ASC-3

Ela é a Santa das Causas Impossíveis! Descubra como ela alcançou a santidade apesar de ter sido obrigada a se casar: (Parte II)

14, outubro, 2018 Sem comentários
Vitral de Santa Rita de Cássia, Catedral de Santa Maria, Austin, Texas.

Vitral de Santa Rita de Cássia, Catedral de Santa Maria, Austin, Texas.

.
Rita nascera e crescera na povoação alpestre de Rocca Porena, à pequena distância de Cássia;


Mas os monges agostinianos, que tinham seu mosteiro nesta cidade, se haviam espalhado pelos arredores e alguns viviam em grutas para santificar sua alma.

Entre estes, a história nos lembra o bem-aventurado João, dos duques de Chiavano, que, depois de ter recebido o hábito religioso aí por 1320;

Se retirou durante 25 anos no eremitério de Santa Eufémia de Atino e aí morreu em odor de santidade por volta de 1350.


Lembra-nos igualmente o bem-aventurado Ugolino, agostiniano de Cássia, morto também em odor de santidade no eremitério de Santa Maria de Castellano.


Esses eremitas exerciam, sem dúvida alguma, salutar influência nas almas simples e boas, e acreditamos que as pessoas que por aí viviam;

Deviam visitá-los para lhes pedir conselho e deles receber o conforto e as normas da vida cristã.

Santa Rita que, desde criança, havia aspirado à vida perfeita, teria desejado imitá-los, mas, não podendo deixar seus velhos pais, isolou-se na casa paterna.


Para isso escolheu, com o consentimento de seus pais, um quartinho afastado, transformando-o em oratório que adornou com as imagens da Paixão e aí se encerrou como num lugar de delícias.


Ela aí que esperava o Divino Esposo que vinha falar ao seu coração.


Em tal estado de alma, qual não deve ter sido o terror da piedosa menina, quando seus pais lhe falaram em casamento!


De seus lábios não podia sair uma recusa categórica porque estava acostumada a obede­cer-lhes cegamente e não queria entristecê-los.


Mas podemos acreditar que foi mais com lágrimas que com palavras que Rita suplicou que a deixassem seguir sua vocação religiosa.


Ter-se-iam certamente deixado enternecer pelas suas ardentes súplicas se fosse outro o jovem que a pedira em casamento e ao qual eles a haviam de certo prometido.

.
.

(Continua…)

.
.

Fonte: “Santa Rita de Cássia” do Mons. Luís de Marchi.

.
*  *  *

.
bt_oferta_ASC-2

Ela é a Santa das Causas Impossíveis! Descubra como ela alcançou a santidade apesar de ter sido obrigada a se casar: (Parte I)

13, outubro, 2018 Sem comentários
Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia

.
Enquanto a piedosa menina só pensava em Deus e em seus velhos pais;


E
stes, que não haviam podido compreender plenamente os segredos de sua alma virginal, procuravam casá-la.

No declínio de sua vida, não queriam deixá-la só no mundo e talvez esperassem mesmo ver crescer a seu redor os netos.

Não se sabe exatamente qual a idade de Santa Rita nessa época; certos autores dizem que tinha dezoito anos; outros, que tinha doze somente.

Pouco nos importa sabê-lo, e é difícil acrescentar que seus pais tenham empenhado a palavra de uma filha tão jovem, embora os pais de Santa Catarina de Sena tivessem desejado fazê-lo.

Que lutas, que dores para o coração de Rita!


Não sentia a coragem de dar a um homem o coração que desde a infância consagrara a Deus e;

Doutro lado, causavam-lhe piedade seus velhos pais, muito idosos, aos quais se acostumara a obedecer nas mínimas coisas.


Além de tudo, o jovem que pedia sua mão não era certamente o que convinha a uma criatura tão tímida, delicada e tão desapegada das coisas do mundo.

Enquanto a pobre Rita, com imensa dor se dispunha a obedecer a seus pais, outra menina romana e de nobre família, era também sacrificada pelos seus.

Assim como Santa Francisca Romana…

É costume comparar a menina romana com a humilde filha das montanhas porque suas vidas têm muitas semelhanças.

O marido de Francisca (que passou à história com o nome de Francisca Romana) chamava-se Lourenço de Ponzani, jovem senhor romano, rico e de família nobre.

Talvez por motivo do sofrimento que experimentou em aceitar um casamento que não desejava, ou por disposições da Divina Providência, Francisca, apenas chegara à casa de seu esposo;

Teve uma grave doença que durou cerca de dois anos, e da qual milagrosamente se curou a 17 de julho de 1398, dia de Santo Aleixo.


Francisca teve filhos que educou com o máximo cuidado. Sofreu com o coração plenamente resignado o exílio de seu marido e o confisco de seus bens.


Após a morte de seu marido, entrou na vida religiosa onde foi incomparável modelo de humildade, paciência e caridade.

O decurso de nossa história mostrará os principais pontos de semelhança entre essas duas santas, muito especialmente a devoção que ambas dedicaram à Paixão de Nosso Senhor;

Devoção tão profundamente sentida e vivida que as tornou, não somente no espírito, mas também no corpo, cópias vivas de Cristo padecente.

Grande semelhança ligou Santa Rita com a santa senhora romana.


O livro de cabeceira de ambas foi o Crucifixo; ambas levaram em si as chagas de Nosso Senhor.

E ambas tiveram que sacrificar sua íntima aspiração de se entregar totalmente a Deus.

.
.
(Continua…)

.
.

Fonte: “Santa Rita de Cássia” do Mons. Luís de Marchi.

.
*  *  *

.
bt_oferta_ASC-1

A Fisionomia da SANTIDADE… Hoje é dia de Santo Inácio de Loyola! Leia este artigo e conheça mais sobre este incrível Santo da Igreja.

31, julho, 2018 Sem comentários
Santo Inácio de Loyola

Santo Inácio de Loyola – quadro de Jacopino del Conte.

.
Plinio Corrêa de Oliveira


Chamo a atenção para os principais traços do homem retratado nesse quadro.


É
bem evidente que não é um sueco. É um europeu do Mediterrâneo. Notem que está com uma batina preta como trajavam os padres do século XVI, muito ampla, mas adaptada ao corpo.

Um pequeno colarinho branco como usavam os eclesiásticos até o momento em que infelizmente tal costume foi abandonado.

É ainda digno de menção o barrete, que também quase todo o clero abandonou. Barrete preto, dividido em três gomos, representando a unidade na trindade de Deus.

A cabeça é de um homem magro sem ser magérrimo, com as maçãs do rosto muito salientes. Nariz aquilino, em forma de bico de águia e comprido. Cabelo preto, barba e sobrancelhas escuras. Olhos pequenos, negros e profundamente encovados.

A fisionomia‚ muito pensativa, não exprime nem alegria nem tristeza; revela pensamento, meditação e uma enorme segurança.


Em outras palavras, é um homem que está inteiramente seguro da verdade que medita e da fé que abraça. O domínio que exerce sobre si manifesta-se, em larga medida, pela impassibilidade do rosto.


Santo Inácio de Loyola é o homem retratado

O grande fundador da Companhia de Jesus, ao qual se deve, em boa medida, a mais gloriosa e eficaz das Contra-Revoluções, que foi a Contra-Reforma Católica.

O autor do quadro – o pintor Jacopino del Conte (nascido em Florença em 1510, e morto em Roma em 1598) – foi o único artista que pintou o santo em vida.

Santo Inácio tornou-se famoso por seu espírito pugnaz, sua penetração política, sua psicologia finíssima e exímia capacidade que tinha de pregar seus famosos Exercícios Espirituais.


Podem-se notar vários traços dessa obra do santo retratados em sua fisionomia: homem capaz de guardar segredos; capaz de fazer no silêncio uma longa e complexa trama política;


Competente para pregar os Exercícios Espirituais de modo incomparável; homem com espírito dotado de autoridade invulgar, e que exercia sobre seus religiosos um mando total, transformando a Companhia de Jesus no próprio símbolo da obediência.

Parece-me que ver esse quadro de Santo Inácio enriquece a idéia que se tem do santo. Mais: aprimora a própria idéia de santidade.


E, mais a fundo, como é um santo da Igreja Católica Apostólica Romana. Enriquece a idéia da santidade da Igreja e da santidade do próprio Deus!

.
.

Fonte: catolicismo.com.br Excertos da conferência proferida pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, em 17 de janeiro de 1986. Sem revisão do autor.

.
*  *  *

.
botao-oferta-aascj

HOJE É DIA DELE! Um padre que se dedicava inteiramente para a caridade ganhou o melhor PRESENTE de DEUS. É algo tão fabuloso que você vai custar a acreditar

26, maio, 2018 1 comentário

.

.
Você crê em milagres?

Eu pergunto porque, hoje em dia, já não é mais todo mundo que crê neles.

Mesmo com tantos deles acontecendo à sua volta, ninguém parece perceber…

Agora, eu garanto que, você crendo ou não em milagres, há um que vai lhe impressionar profundamente. Leia até o final porque vale a pena.

.

No ano de 1554, um padre com seus três anos de ordenação, e com um imenso coração e devoção à Santa Missa e a Maria Santíssima, recebeu um grande dom de Deus.

Esse padre rezava nas catacumbas de São Sebastião, em Roma, quando…

Inesperadamente…

Algo extraordinário aconteceu…

Uma BOLA DE FOGO “entrou” pela boca deste padre enquanto ele rezava! 

Sim! Exatamente isso.
.

Foi um acontecimento muito parecido com o que ocorreu com os Santos Apóstolos;

Quando receberam o Espírito Santo em forma de línguas de fogo, como narram as Sagradas Escrituras.

É bem verdade que, para a maioria das pessoas, a única coisa que se poderia imaginar é que esse padre morreria na hora.

Mas acredite: Ele SOBREVIVEU apesar de ter quebrado duas costelas.


Mas você compreende o que era este fenômeno que o atingiu?

Você tem ideia do que era esta tal “bola de fogo”?

.

Era o Amor de Deus.

.

Sim, o mais puro amor de Deus, um amor tão forte tocando a alma daquele padre, que ele chegou a exclamar:

.

“Basta, Senhor, basta!

Suspendei a torrente de vossas consolações, porque não tenho forças para receber tantas delícias”

.

O coração do padre dilatava naquele exato momento ficando o DOBRO do seu tamanho.

Já pensou? Isso tudo para suportar aquela enorme graça.

Imagine que depois desse dia o calor no corpo do padre era tanto, que a neve chegava a derreter rapidamente em sua mão.

.

Que grande graça esse padre recebeu de Deus: o próprio Espírito Santo – O Grande Fogo de Pentecostes!


A partir desse milagre, seu coração palpitava violentamente toda vez que ele fazia qualquer ação espiritual.

.

Acha isso incrível?

.

Pois veja o que os biógrafos deste famoso padre (hoje Santo) relataram:

“Crescia esta palpitação mais ou menos estando em oração, e às vezes o fazia tremer;

Bem como a cadeira ou cama onde se achava, e mesmo o aposento, como se sucedesse algum terremoto”.

.

E ainda complementaram:


“Sentia também naquela parte um calor tão excessivo;

Que por mais frio que fizesse, e sendo já muito velho;

Era obrigado a abrir a parte da frente de sua batina, e às vezes, sendo inverno;

Abrir as portas e janelas do aposento para temperar aquele fogo que se espalhava por todo seu corpo”.

.

Mas afinal, você sabe quem era esse padre tão especial? 

.
São Filipe Neri, chamado “o sorriso de Deus”.

São Filipe Neri é um exemplo a ser seguido, pois renunciou a tudo para se entregar de corpo e alma aos que mais necessitavam de Deus.


São Filipe nasceu em Florença, em 1515, e quando jovem foi pra Roma;

Onde mesmo sem ser Padre já se reunia com as pessoas em pequenos oratórios;

E ensinava o catecismo de uma forma encantadora.


Padre Filipe foi também um excelente conselheiro do Papa Clemente VIII;

Onde recusou as honrarias de se tornar um cardeal, pois para ele o que mais importava era servir àqueles que o seguiam e assim alcançar o Paraíso..

Enfim, Padre Filipe parte para a eternidade em 1595, aos 80 anos de idade, e sem nunca ter cometido um único pecado grave.

.

Mas não pense que esses milagres e prodígios só acontecem na vida de quem é padre ou de uma religiosa;

.

O amor que Deus tem por nós é o mesmo; basta que você o ame verdadeiramente, de todo o coração – isso sim traz felicidade de verdade!

.

Quando você descobrir o valor desse amor, todo o restante passará a ser visto com outros olhos, exatamente como fez São Felipe Neri.

.
*  *  *

.
.
Aproveite que hoje é o dia dele!


Peça a ele que ele lhe conceda esta graça.

Inclua seu nome em uma Santa Missa, pedindo a São Filipe Neri que interceda por você.

Suplique a ele para que o amor de Nosso Senhor toque cada vez mais seu coração.
.

.

botao_07

 

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Qual é o valor de uma Santa Missa para você? Leia Mais +
  • Como ser um bom católico – Dica 9: Não se deixe abater pelas quedas – Parte 1 Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade