Abrir popup Play Video

Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube SoundCloud Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘medalha de São Bento’

Qual foi a maior Proteção que você já recebeu na vida?

9, abril, 2018 4 comentários

.
São Bento.
.
São Bento é um grande santo protetor contra as ciladas do demônio.

Por isso, conte nos comentários abaixo qual foi o maior livramento que você teve através da proteção de São Bento.

São Bento, rogai por nós!

.
.
.

Mais de 40 MIL pessoas já estão protegidas das ciladas do Demônio! Veja como se proteger neste ano que se inicia.

2, janeiro, 2018 Comments off
Medalha de São Bento

Clique aqui para adquirir a Medalha de São Bento.


.
Sabia que milhares de pessoas já estão protegidas das ciladas do Demônio?


E
xatamente isso!

Nossa Associação já distribuiu mais de 40 MIL medalhas exorcísticas de São Bento.

A Medalha de São Bento é um dos objetos de devoção abençoados mais famosos de toda a História da Igreja Católica.

E não é à toa…


Você sabia, por exemplo, que ela é responsável por inúmeros milagres, investigados minuciosamente e comprovados por autoridades competentes da Igreja Católica?


E que, além disso, ela já tem quase 400 anos de existência e combate a todos os males, seja de alma ou de corpo, sobretudo contra o poder do Demônio?

Por isso eu digo que…

É essencial ter essa Medalha Exorcística.

Se você gostaria de saber onde conseguir uma Medalha de São Bento, já abençoada por um sacerdote, entre aqui.

É o site de uma Campanha Nacional da Medalha de São Bento; é 100% seguro.


Entre aqui e dê uma olhada
.

Ou entre pelo site:

.
www.medalhasaobento.com.br

.
Será um bem enorme para a sua alma.

.
.
*  *  *

.
.

Categories: boletim Tags:

“O demônio não força: ele propõe, sugere, persuade, alicia”.

27, novembro, 2017 Comments off
As tentações do demônio, mais fortes no momento crucial da morte.

As tentações do demônio, mais fortes no momento crucial da morte.

.
A ação persuasiva do demônio;


O demônio não força: ele propõe, sugere, persuade, alicia”.

O demônio não tem o poder de obrigar os homens a fazer ou deixarem de fazer algo; por isso procura persuadi-los para que se deixem seduzir pelo seu mal.

“Ele não os força: ele propõe, sugere, persuade, alicia”, escreve o Pe. J. de Tonquédec S.J., exorcista e demonólogo francês.

E acrescenta:


“No Éden, ele deu a Eva razões para ela transgredir a ordem divina (Gen 3, 4-5, 13); no deserto, solicitou Nosso Senhor pela atração de uma dominação universal (Mt 4, 26-27).

.
Do livro: “Anjos e Demônios – A luta contra o Poder das Trevas”. Editora Artpress

.
.
*  *  *

.

8 Terríveis coisas que nunca contaram pra você sobre o Halloween e que você precisa saber. Confira agora mesmo.

31, outubro, 2017 Comments off
8 terríveis coisas sobre o Halloween que talvez você não saiba.

8 terríveis coisas sobre o Halloween que talvez você não saiba.


.
“O que o demônio faz nos para afastar do caminho de Jesus?


A
tentação começa de forma sutil, mas cresce: sempre cresce. Esta cresce e contagia o outro, é transmitida e tenta ser comunitária.

E, finalmente, para tranquilizar a alma, justifica-se. Cresce, contagia e se justifica”, advertiu o Papa Francisco em abril de 2014.

Próximos à noite de Halloween, celebrada a cada 31 de outubro;

Compartilhamos 8 coisas que todo cristão deve saber sobre esta festa pagã que pouco a pouco foi difundida no mundo inteiro.

.
1. A origem do nome

A Solenidade de Todos os Santos é comemorada no dia 1º de novembro e é celebrada na Igreja desde às vésperas.

Por isso, a noite de 31 de outubro, no inglês antigo, era chamada “All hallow’s eve” (véspera de todos os santos). Mais tarde, esta expressão virou “Halloween”.

.
2. As raízes celtas

No século VI a.C., os celtas do norte da Europa celebravam o fim de ano com a festa do “Samhein” (ou Samon), festividade do sol, iniciada na noite do 31 de outubro e que marcava o fim do verão e das colheitas.


Eles acreditavam que naquela noite o deus da morte permitia aos mortos retornarem à terra, fomentando um ambiente de terror.


Segundo a religião celta, as almas de alguns defuntos estavam dentro de animais ferozes e podiam ser libertadas com sacrifícios de toda índole aos deuses sacrifícios, inclusive sacrifícios humanos.

Uma forma de evitar a maldade dos espíritos malignos, fantasmas e outros monstros era se disfarçando para tentar se assemelhar a eles e desta maneira passavam despercebidos ante seus olhares.

.
3. Sua mistura com o cristianismo

Quando os povos celtas foram cristianizados, nem todos renunciaram os seus costumes pagãos.

Do mesmo modo, a coincidência cronológica da festa pagã de “Samhein” com a celebração de todos os Santos e a dos defuntos, comemorada no dia seguinte (2 de novembro);


Fez com que as crenças cristãs fossem misturadas com as antigas superstições da morte.


Através da chegada de alguns irlandeses aos Estados Unidos, introduziu-se neste país o Halloween, que chegou a ser parte do folclore popular do país.

Logo, incluindo a contribuição cultural de outros migrantes, introduziu-se a crença das bruxas, fantasmas, duendes, drácula e diversos monstros.


Mais tarde, esta celebração pagã foi difundida no mundo inteiro.

.
4. Uma das principais festas satânicas

Segundo o testemunho de algumas pessoas que praticaram o satanismo e depois se converteram ao cristianismo, o Halloween é considerada a festa mais importante para os cultos demoníacos;


Porque se inicia o novo ano satânico e é como uma espécie de “aniversário do diabo”.


É nesta data que os grupos satânicos sacrificam os jovens e especialmente as crianças, pois são os preferidos de Deus.

.
5. Doces ou travessuras?

No Halloween, as crianças e alguns adultos costumam se disfarçar de seres horríveis e temerários e vão de casa em casa exigindo “trick or treat” (doces ou travessuras).

A crença é de que se não lhes dão alguma guloseima, os visitantes farão uma maldade ao morador do lugar.


Muitas pessoas acreditam que o início deste costume está na perseguição aos católicos na Inglaterra, onde suas casas eram ameaçadas.

.
6. Jack e a abóbora

Existe uma antiga lenda irlandesa, que conta que um homem chamado Jack tinha sido tão mau em vida que supostamente não podia nem entrar no inferno por ter enganado muitas vezes o demônio.

Assim, teve que permanecer na terra vagando pelos caminhos com uma lanterna, feita de um legume vazio com um carvão aceso.

As pessoas supersticiosas, para afugentar Jack, colocavam uma lanterna similar na janela ou na frente de suas casas.

Mais adiante, quando isto se popularizou, o legume para fazer a lanterna passou a ser uma cabaça com buracos em forma do rosto de uma caveira ou bruxa.

.
7. Um grande negócio


Hollywood contribuiu à difusão do Halloween com uma série de filmes nos quais a violência gráfica e os assassinatos criam no espectador um estado mórbido de angústia e ansiedade.


Estes filmes são vistos por adultos e crianças, criando nestes últimos medo e uma ideia errônea da realidade.

Do mesmo modo, as máscaras, as fantasias, os doces, as maquiagens entre outros artigos são motivos para que alguns empresários fomentem o “consumo do terror” e favorecem a imitação dos costumes norte-americanos.

.
8. A festa à fantasia

Segundo Padre Jordi Rivero, grande apologista, celebrar uma festa à fantasia não é intrinsecamente ruim;


Sempre e quando se cuidar para que esta não esteja contra o pudor, o respeito pelas coisas sagradas e a moral em geral.


É por esta razão que nos últimos anos cresceu a comemoração alternativa do “Holywins” (a santidade vence), que consiste em disfarçar-se do Santo ou Santa favorito e;

Participar na noite de 31 de outubro de diversas atividades da paróquia, como Missas, vigílias, grupos de oração pelas ruas, adoração eucarística, através de cantos, músicas e danças em “chave cristã”.

.
.
Fonte: adf.org.br

.
*  *  *

.

.

missa

Clique na Imagem e escreva seu nome na Missa

.
.

Como usar a Medalha de São Bento? Veja aqui!

16, março, 2017 1 comentário

 

medalha-sao-bento

Frente e Verso Medalha de São Bento

.
Expliquemos o uso que se deve fazer dela.

Bem sabemos que o demônio é considerado, por muita gente, mais como um ser imaginário do que como um ser real;

Nessas circunstâncias, pode parecer estranho que uma medalha seja empregada como proteção contra as ciladas do espírito maligno.

Entretanto, as Sagradas Escrituras nos fornecem inúmeras passagens que nos dão a ideia do poder e da atividade dos demônios;

Assim como dos perigos de alma e corpo a que estamos continuamente expostos por efeito de suas ciladas.


Não fazer caso dos demônios e rir quando se ouve falar deles, isso não basta para aniquilar o seu poder.


Nem por isso o ar deixaria de estar sempre, conforme ensina São Paulo, cheio de legiões daqueles espíritos de malícia (Ef. II, 2; VI, 12);

E se Deus não nos protegesse, ainda que quase sempre sem O sentirmos, pelo ministério dos Santos Anjos;

Seria para nós impossível evitar as inúmeras ciladas daqueles inimigos de toda a criatura de Deus.


Vemos, aliás, em nossos dias se multiplicarem as evocações de defuntos;

Os oráculos e outros artifícios por meio dos quais satanás conservou tantos séculos os homens escravizados debaixo de seu jugo.


O Poder da Santa Cruz


Ora, o poder da Santa Cruz contra satanás é um escudo invencível que nos torna invulneráveis a suas flechas.

O sinal traçado pelos israelitas, com o sangue do cordeiro pascal, sobre as portas das casas, preservou-os da temível visita do Anjo exterminador (Ex. XII, 13).


O profeta Ezequiel designa como eleitos de Deus aqueles que trouxeram o Tau impresso na fronte (Ez. IX, 4);

É a esse sinal que São João chama, no Apocalipse, o sinal do Cordeiro (Ap. IX, 4).


Parece que até os pagãos tinham noção do poder que um dia aquele sinal sagrado haveria de exercer contra os demônios;

Pois quando se demoliu em Alexandria o templo de Serápis, no reinado de Teodósio;

Achou-se gravado em seus alicerces o Tau, imagem da Cruz, venerado pelos gentios  como símbolo da vida futura;

E os próprios adoradores de Serápis diziam que, segundo uma tradição espalhada entre eles;

A idolatria teria fim quando se manifestasse em pleno dia aquele símbolo.


Os mistérios pagãos mais de uma vez perderam sua força, por causa do sinal da Cruz que algum cristão, oculto na multidão, fazia.


E, segundo afirma Tertuliano, houve até infiéis que, dando testemunho das maravilhas que os cristãos operavam por meio da Cruz;

Chegavam a recorrer, eles próprios, àquele misterioso sinal, contra os malefícios e os insultos dos demônios.

O grande Santo Atanásio assim exprimia sua convicção:


“O sinal da Cruz tem a virtude de confundir todos os grandes segredos da magia, e de reduzir a nada os seus funestos feitiços.


Quem quiser, experimente-o! Empregue, no meio dos prodígios dos demônios, da impostura dos oráculos, dos prodígios da magia, o sinal da Cruz;

Invoque o santo nome de Cristo, e verá por si mesmo com que terror fogem os demônios à vista daquele sinal e daquele Nome;

Verá como se calam os oráculos e perdem seu valor a magia e seus filtros” (De Incarnatione Verbi, Cap. XLVIII).


Esse poder da Cruz é, pois, é uma verdade histórica e ao mesmo tempo um dogma da Religião Católica;

Se não o invocamos mais frequentemente, e se dele não recebemos mais socorro, é só porque somos fracos na fé.


De todos os lados nos rodeiam as ciladas de satã;

Estamos continuamente expostos a perigos para a alma como para o corpo;

A exemplo, pois, dos antigos cristãos, armemo-nos mais frequentemente com o sinal da Cruz.


Como usar a Medalha de São Bento


Aplicando agora essas considerações à Medalha de São Bento, vemos como é vantajoso empregá-la com fé nas ocasiões em que mais tivermos que temer os embustes do inimigo.

Sua proteção – não duvidemos disso – se mostrará eficaz em toda espécie de tentações.

Numerosos e incontestáveis fatos assinalam seu poderoso auxílio em milhares de circunstâncias nas quais;

Ou por ação espontânea de satanás, ou por efeito de algum malefício;

Os fieis estavam a ponto de sucumbir diante de um perigo iminente.


Poderemos igualmente empregá-la em favor de outros, como meio de preservação ou de libertação, na previsão dos perigos que eles terão de correr.


Estamos frequentemente ameaçados, no mar ou na terra, por acidentes imprevistos;

Se, cheios de fé, levarmos conosco a medalha, seremos protegidos.

Não há circunstâncias da vida humana em que já não se tenha experimentado por meio dela a virtude da Santa Cruz e o poder de São Bento.

.
Fonte: retirado do livro “A Medalha de São Bento” de Dom Próspero Guéranger.

.
.

*   *   *

.

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Domingo de Pentecostes. Uma mensagem que você não irá se esquecer tão cedo. Veja. Leia Mais +
  • Uma dica para você que gosta de cozinhar! Receitas para o Final de Semana. Leia Mais +
  • Veja essas 16 dicas de Santo Afonso para ter uma ótima vida. Leia Mais +
  • DOWNLOAD GRATUITO! Oração a Santa Rita por uma causa impossível. Leia Mais +
  • Verdades que o Católico não pode esquecer: Como se forma a certeza católica Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade