Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Sacrilégio’

“Novos Judas” – é assim que Nosso Senhor os chamou… Quem? Leia aqui para descobrir!

24, setembro, 2018 Sem comentários
Nosso Senhor Jesus Cristo

“Novos Judas”, é como Nosso Senhor chama aqueles que comungam indignamente e Profanam Seu Sagrado Corpo.

.
Em meados do século XVIII;


U
ma religiosa da Visitação, em Turim, teve uma visão tremenda e por demais impressionante.

Enquanto estava em oração fervorosa diante de Jesus Sacramentado, apareceu-lhe a Sagrada Hóstia gotejando sangue fresco.

A visão repentinamente desapareceu, e a irmã, como por encanto, se encontrou no átrio das duas igrejas situadas no começo da praça S. Carlos, e ali começou a ouvir uma algazarra de vozes dissonantes, blasfêmias e gritos que vinham das ruas laterais…


O barulho ia aumentando cada vez mais, por fim uma enorme multidão invade a praça.


Aí representam uma comédia asquerosíssima e logo após saem precipitadamente pelas ruas da direita em direção ao rio Pó;

Imediatamente uma grande enxurrada de sangue inunda toda a praça e depois escorre pelas mesmas ruas até perder-se no rio, juntamente com aquela gentalha horrível, verdadeiros demônios.

A irmã, horrorizada, volta-se para Nosso Senhor e exclama: “Ó Jesus, salvai-nos!” E Jesus responde-lhe: “Não tenhas medo, pois a enxurrada já passou.


Fique sabendo, porém, que todos esses são os profanadores do meu Sangue Eucarístico. São todos os que nesta cidade eucarística, calcam aos pés a Sagrada Eucaristia, comungando sacrilegamente.

São novos Judas que se sucedem através dos séculos. Vai e conte a todos o que lhe mostrei”.


A religiosa cumpriu o encargo. A narração desse fato impressionou grandemente, fazendo muito bem.

.
Discípulo. —
Estou trêmulo de medo, Padre, mas… será que isso é verdade?

Mestre. — Fato autêntico! Existem documentos Comprobatórios nos arquivos da Igreja e na Cúria de Turim.

D. — Será possível que existam tantos Judas?

M. — Mais do que certo, e como já disse, em todas as classes sociais.

D. — E por que Jesus Cristo, sendo Deus não previu estes abusos?

M. — Sim, Ele previu, mas instituiu a Comunhão e o Sacerdócio, pois sabia também que muitos comungariam digna e santamente, prestando-lhe grande honra e grande amor, e sabia também que sem a comunhão muitos cristãos não conseguiriam manter-se fiéis e constantes na fé.

D. — Então Jesus Cristo, ao instituir a Santíssima Eucaristia, preferiu nosso proveito, à custa de ser desprezado?

M. — Realmente preferiu nosso proveito à custa de ser desprezado. Jesus é sempre Jesus, infinita bondade e misericórdia.


Faz como a mãe que se deixa arranhar pelo filhinho e depois quase o come com tantos beijos; ou como aquela outra que, apesar de ser ameaçada e desprezada pelo filho, contudo continua amá-lo e atendê-lo em tudo.


Jesus é sempre o Divino Mestre, amante, paciente, resignado, indulgente.

D. — Mesmo assim, acho que Jesus não deveria permitir tantos sacrilégios.

M. — Sua opinião e juízo são demasiado curtos e terrenos; o de Jesus é muito diverso.

Mais alegria e felicidade experimenta Ele quando uma alma comunga bem, do que a amargura que lhe podem causar todos os sacrilégios de todos os tempos.


É como o sol, que embora reverbere seus raios sobre todas as imundícies da terra, não obstante a enche de luz, vida e calor.


É como aquela mãe que se sente feliz e contente com os carinhos de um bom filho, que triste com os desgostos que lhe dão os maus.

D. — Oh! Jesus tão bondoso e tão mal correspondido.

M. — Sim, infinitamente bondoso é Jesus. Por isso é que tantos abusam de sua bondade. Porém, ai dos ingratos e dos traidores!

D. — Serão terríveis os seus castigos?


M. — Terribilíssimos, mas bem merecidos. Não haverá desculpas para eles; as palavras de Jesus Cristo são eternas e infalíveis: “Quem come indignamente a minha carne, come sua mesma condenação”.


D. —
Logo, ai dos sacrílegos!

M. — Em verdade são bem infelizes…

.
.

Fonte: “Comungai bem” do Rev. Pe. Luiz Chiavarino.

.
*  *  *

.
bt_oferta_ASC-1

Com Deus não se brinca. Descubra o que pode acontecer àqueles que recebem a Santíssima Eucaristia estando em pecado (Parte II)

3, setembro, 2018 1 comentário
Eucaristia

Receber o Santíssimo Sacramento na mão é um Sacrilégio, e atrai grandes castigos de Deus! O certo é recebê-lo diretamente  na boca.

.

.
No segundo livro dos Reis encontramos o seguinte episódio:


O rei Davi determinara transladar a Arca para a cidade onde ele residia em meio de grandes e jubilosos festejos do povo.

Para isso colocaram-na em um carro de bois, ricamente adornado para tal fim.

Sucedeu, porém, que os bois a certo ponto pararam e aos coices fizeram a Arca tombar de um lado.

Ora, um levita, que ia ao lado do carro, levantou a mão para sustê-la. Imediatamente a ira divina fulminou-o e o levita caiu morto no mesmo lugar.


D.
— Coitado! O que havia na Arca?

M. — Na Arca Santa, além das tábuas da Lei e a vara de Arão, se achava um vaso com Maná símbolo da Eucaristia.


Isso serve para advertir-nos de que não devemos consentir que almas indignas recebam o adorável Sacramento da Eucaristia.


São Paulo recorda esta semelhança da Eucaristia com a Arca santa, quando diz que nos primeiros tempos da igreja eram castigados muitos cristãos com enfermidades e até com a morte por se haverem atrevido a comungar indignamente.


D.
— Atualmente não temos exemplos de semelhantes castigos?

M. — Temos muitíssimos.


Ouça o seguinte: Uma senhorita de dezesseis anos havia passado a noite dançando. Pela manhã seguinte foi atrevidamente comungar a fim de encobrir sua falta perante o vigário e suas colegas.


Pobrezinha! Apenas voltara ao banco, sentiu um calafrio e um desarranjo interno seguidos de vômitos que;

A fizeram lançar fora a sagrada Partícula e tudo quanto havia ingerido e por fim até as próprias entranhas.


Só se pode servir a um Senhor


D.
— Coisa horrível! Com Deus verdadeiramente não se brinca. Por isso procurarei comungar sempre dignamente, com o maior respeito e reverência a tão grande Sacramento.


M. — Muito bem! Esse é o propósito que todos deveriam fazer. Comungar sempre com as devidas disposições possíveis, com os melhores sentimentos de piedade e devoção de que é capaz.


D.
— E que hão de fazer os que mesmo querendo não conseguem ter essa piedade e devoção?

M. — Para muitos será suficiente a fé interna e os esforços que fazem para manter-se em graça; outros suprem essa falha com o cuidado em evitar as faltas veniais.

O que Jesus detesta são os desgraçados maliciosos, os indiferentes, tíbios e, sobretudo, aqueles que pretendem servir a dois senhores, ser cristãos ou  pagãos, crentes e liberais, bons e maus, castos e desonestos.

D. — Aqueles enfim, que cantam para espantar os próprios males, não é, Padre?

M. — Isso mesmo: Mas chegará o dia da Justiça Divina.

Dia em que lhes será tolhida a venda dos olhos e aparecerão claros e diáfanos todos os sacrilégios cometidos.

Que confusão e vergonha não experimentarão todos os que profanaram a Pessoa adorável de Jesus Cristo na Eucaristia.


Agora Jesus se oculta e permanece caladinho, mas naquele dia aparecerá em todo seu poder e majestade como um Juiz rigoroso.


D.
— Basta, basta, Padre, já estou com medo…

M. — Oxalá! Ficassem com medo todos os indignos, os traidores, os miseráveis sacrílegos… Jesus na sua infinita bondade lhes conceda conhecimento, temor e conversão.

.
.

Fonte: Livro “Comungai bem” do Rev. Pe. Luiz Chiavarino.

.
*  *  *

.
botao_3

Sinceridade absoluta na Confissão! Veja o quanto ela é importante, com esta história:

13, agosto, 2018 Sem comentários
"De sorte são todos aqueles que acreditam no grande bem da confissão e se servem dela, impedindo assim a própria perdição".

“De sorte são todos aqueles que acreditam no grande bem da confissão e se servem dela, impedindo assim a própria perdição”.

.
M. – De sorte são todos aqueles que acreditam no grande bem da confissão…


E se servem dela, impedindo assim a própria perdição;

Enquanto que é bem diferente o caso da infeliz de quem lhe vou falar.

São Leonardo de Porto Maurício, acode à cabeceira de uma moribunda, acompanhado por um frade leigo.

Depois de confessada a doente, o padre sai sossegado, e;

Reunindo-se ao companheiro que o esperava no quarto vizinho, apronta-se para sair, quando este, muito triste e assustado lhe diz:

— “Padre Leonardo, o quê significa aquilo que eu vi?”

— O que é que você viu?


— Eu vi uma mão horrendamente negra que vagava pela antecâmara;

E, assim que o senhor saiu ela entrou, rápida como um raio, no quarto da doente.


Diante de tal história São Leonardo volta para trás, torna a entrar no quarto e oh!

Que cena terrível.

Aquela mão negra estrangulava aquela desgraçada que, com olhos fora das órbitas, e a língua caída, morria gritando:

“Malditos sejam os sacrilégios… Malditos sejam os sacrilégios…”

D. — Oh, Padre, então é mesmo verdade que as confissões mal feitas são a causa principal da perdição!


M. — Por conseguinte, guerra à mentira e sinceridade absoluta na confissão.

.

.

Fonte: Do livro “Confessai-vos bem” do Rev. Pe. Luiz Chiavarino.

.
.

*   *   *

.

.

missa

Clique na Imagem e escreva seu nome na Missa

.
.
.

URGENTE: Faça o Ato de Reparação ao Sagrado Coração de Jesus

16, julho, 2018 Sem comentários

A Igreja paroquial de São Bartolomeu, situada no município da Fresnedillas de la Oliva, teve suas portas da frente arrombadas e acabou passando por roubo e profanação na manhã do dia 9 de julho.

.

A Arquidiocese de Madrid relatou que dentro da igreja, os assaltantes profanaram o tabernáculo, que foi arrancado da parede e jogado no chão, onde todas as hóstias foram espalhadas.

.

Eles também anularam o cibório, cálices e vasos sagrados da Missa, enquanto na sacristia e nos salões de catequese vasculharam cada gaveta, virou-se os hábitos e tudo piorou encontrados ao longo do caminho.

Além disso, tiraram o dinheiro dos lampadários, do pão dos pobres e do que estava reservado nas gavetas da sacristia depois da Missa do fim de semana.

.

Eles agiram da mesma forma na sala de Cáritas, onde eles explodiram a porta e reviraram absolutamente tudo o que encontraram.

.

Por enquanto, os danos estão sendo avaliados e a Arquidiocese de Madri foi notificada e o evento está nas mãos da Guarda Civil e da Polícia, que apareceu no local, inspecionou toda a igreja paroquial e mostraram seu apoio a tudo que é necessário.

.

O Cardeal Arcebispo de Madri, Carlos Osoro, chamou o pároco nesta segunda-feira e em breve realizará um ato de “reparação” no templo.

.

Fontes da Guarda Civil explicaram à agência internacional Efe, que a investigação permanece aberta e especificaram que a denúncia contempla “roubo com força” no templo paroquial.

Fonte: https://fidesdiariodigital.com/2018/07/10/profanan-iglesia-de-san-bartolome-en-madrid/

 

Clique aqui e faça suas suplicas pedindo o fim de todo mal na
Missa de Reparação ao Sagrado Coração de Jesus 

 

Você sabe qual o principal “porquê” das Confissões mal feitas? Descubra aqui:

26, outubro, 2017 1 comentário
Qual é o principal "porquê" das confissões mal feitas?

Qual é o principal “porquê” das confissões mal feitas?

.

Discípulo. — Diga-me, Padre; qual será o primeiro “por quê” de tantas confissões mal feitas?


Mestre. — Os “por quês” podem ser diversos, mas o principal é sem dúvida “o medo”, ou seja a maldita vergonha pela qual o demônio fecha a boca de muitos, fazendo-os calar ou confessar mal certos pecados ou o número deles.

Você sabe como é que o demônio age quando quer induzir alguém ao pecado? Cerca o infeliz de mil maneiras, vai-lhe sugerindo:

“— Ora, cometa à vontade esse pecado… Afinal não é assim tão grave.

Deus é bom… Ele não o quer castigar… Depois, com uma confissão Ele o perdoa e esta tudo acabado…”

E assim, batendo hoje, batendo amanhã, e sempre na mesma tecla, o demônio acaba triunfando, ou seja, fazendo cometer e talvez até repetir os pecados.

Depois, então, quando o coitado, roído pelo remorso, resolve confessar-se, o demônio muda de tática.

Novamente trata de impedir que Deus tome conta dessa alma, dizendo:

— “Como ousas confessar esse pecado? O confessor ficará surpreendido, há de ralhar contigo, levá-lo-á a mal e é provável que te negue a absolvição.

Ora, vamos, não temas, confessar-te-ás depois… Há tempo de sobra… Há sempre tempo para isso.


— E assim o mais das vezes fecha a boca de quem estaria quase resolvido a falar e induz os pobres infelizes a se calarem e a cometerem sacrilégios.


M. — Certamente! Ele mesmo o confessou a Santo Antonino, arcebispo de Florença.

Um dia, tendo o santo visto o demônio junto do confessionário, perguntou-lhe: — O quê fazes aí?

— Estou esperando para fazer a restituição.

— Qual restituição? Fala, ou ai de ti.

— Venho restituir aos pecadores a vergonha e o medo que lhes roubei quando os fiz cometer os pecados…

(Continua…)

.

Fonte: Do livro “Confessai-vos bem” do Pe. Luiz Chiavarino.

.
.

*   *   *

.
Acenda a vela de São Judas pelas causas urgentes!

No link abaixo:

aascj.org.br/veladesaojudas

.

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Conheça a origem do Dia de Corpus Christi Leia Mais +
  • Já recorreu a Santa Terezinha? Saiba que ela olha por você Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade