Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Tentações’

PECADOS: Quais suas raízes, como somos tentados e como evitá-los. Veja.

24, março, 2018 Sem comentários
Adão e Eva sendo expulsos do Paraíso!

Adão e Eva sendo expulsos do Paraíso!


.
O livro do Gênesis diz que “Deus criou o ser humano à sua imagem”.

.
A
ntes disso, o pecado já existia, não por natureza, mas pela má vontade dos anjos decaídos, os demônios.

Foram eles quem, por inveja, se aproximaram do primeiro homem para tentá-lo.

Até então, Deus o havia colocado em um jardim de benesses , com múltiplas possibilidades de árvores e animais para comer e inúmeras coisas para fazer, tendo proibido apenas uma coisa:

“Podes comer de todas as árvores do jardim. Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não deves comer, porque, no dia em que dele comeres, com certeza morrerás”.

Por medo da morte e pelo aviso divino, Adão e Eva não tinham comido da árvore, até que o demônio lhes tentou, invertendo o apelo de Deus e transformando em atrativo aquilo que era proibido:

“De modo algum morrereis. Pelo contrário, Deus sabe que, no dia em que comerdes da árvore, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecedores do bem e do mal”.

.
Seduzidos pelo maligno, os primeiros pais pecaram e a desordem entrou na humanidade.

.
Para este curso de Terapia das Doenças Espirituais, o relato do livro do Gênesis sublinha um fato de notável importância:

Quando a serpente apresentou o fruto da árvore à mulher;

Ela “viu que seria bom comer da árvore, pois era atraente para os olhos e desejável para obter conhecimento”.

Estas três realidades – “comer”, “atraente para os olhos” e “desejável para obter conhecimento” – perpassam toda a história da humanidade:

.
Representam a tendência do homem para o prazer, para possuir as coisas e para o poder, essa última entendida como uma espécie de astúcia operativa.

.
São João entendeu bem isso, quando escreveu que “tudo o que há no mundo – a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a ostentação da riqueza [a soberba da vida] – não vem do Pai, mas do mundo”.
.

Nosso Senhor sendo tentado pelo demônio quando estava no deserto!

Nosso Senhor sendo tentado pelo demônio quando estava no deserto!

E o próprio Senhor, no deserto, foi tentado pelo demônio com essas três matérias.

Primeiro, Satanás propôs a Ele que transformasse pedras em pão, a fim de comer.

Depois, “mostrou-lhe, num relance, todos os reinos da terra” e prometeu dar-Lhe tudo aquilo, se Se prostrasse diante dele.

Por fim, tentou Jesus a fazer uma demonstração de poder: “Se és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo”.

Nosso Senhor venceu as três tentações, mostrando ao homem que é possível, com a Sua graça, vencer a carne, decaída pelo pecado original.

 

.
Mas, que são essas três coisas que com razão se podem chamar de “raízes” do pecado? Tratam-se de três libidos (libidines, em latim).

.
O que Eva perdeu por orgulho, Maria Santíssima ganhou por humildade; 

.
A primeira, libido amandi, é o apetite desordenado que “tem por objeto tudo o que pode fisicamente sustentar o corpo seja para a conservação do indivíduo, alimento, bebida etc., seja para a conservação da espécie, as coisas venéreas”.
.

Jesus morreu na Cruz para remir nossos pecados!

Jesus morreu na Cruz para remir nossos pecados!

O objeto dessa concupiscência é tanto a gula quanto o sexo desordenado, que é o vício da luxúria.

É curioso que, na mesma época em que se vê o fenômeno da anorexia, de meninas que morrem de fome porque não querem comer;

.
.
.
.
Percebe-se uma humanidade que busca o prazer venéreo, mas não quer assumir a responsabilidade dos filhos.

As pessoas querem comer, mas não querem engordar; querem fazer sexo, mas não querem estar abertas à vida.

A segunda, libido possidendi, “é concupiscência animal, e tem por objeto as coisas que não se apresentam para a sustentação e o prazer da carne;

Mas que agradam à imaginação ou a uma percepção semelhante, por exemplo, o dinheiro, o ornato das vestes, e outras coisas deste gênero”.

É esta espécie de concupiscência que se chama de concupiscência dos olhos.

.
A terceira é a libido dominandi. É a soberba fundamental de querer ser igual a Deus, como fez Satanás.

.
Enraizada no irascível, essa libido deseja o bem enquanto algo árduo:

“Quanto ao apetite desordenado do bem difícil, pertence à soberba da vida, sendo que a soberba é o apetite desordenado da excelência.”

É para combater essas três causas do pecado que se praticam as três obras quaresmais:

O jejum, a esmola e a oração;

E também os três votos evangélicos:

A castidade, a pobreza e a obediência.

.
Também aqui se identificam os nossos relacionamentos com o outro, com as coisas e conosco mesmos.

.
Se abusamos de outra pessoa, usando-a como objeto para obter prazer, estamos cedendo à concupiscência da carne;

.
Se idolatramos as coisas, pensando estar nelas a nossa felicidade, cedemos à concupiscência dos olhos; e se fazemos de nós mesmos deus, estamos na soberba da vida.

.
Deus criou o homem para que ele participasse de Sua divindade, mas ele deveria sê-lo pela graça, não por suas próprias forças.

Quando Eva “se apega ciosamente ao ser igual a Deus”, ela rouba, com “ἁρπαγμὸς” (lê-se: harpagmós): as suas mãos se fecham para pegar para si.

.
As mãos de Cristo são o contrário das mãos de Eva: elas se abrem para dar. Enquanto Eva quis, Cristo tudo entregou.

.
Enquanto as mãos de Eva se voltam ao lenho para pegar, as de Cristo se deixam pregar ao lenho da Cruz para dar.

Da primeira árvore nos vêm a desgraça e a morte; da segunda, a graça e a vida, a nossa salvação.

.

.
Fonte: padrepauloricardo.org 

.

.
*  *  *

.
botao-oferta-aascj

Quem Reza ignora a morte, deixa a terra, entra no céu e vive com Deus. Comprove aqui:

28, janeiro, 2017 1 comentário
oração

A Crucifixão de São Pedro – Caravaggio; os Santos Mártires nos ensinam que quem Ora não teme a morte.

.

 

.

Quem se vale da oração, desta grande arma, diz São Pedro Crisólogo, ignora a morte, deixa a terra, entra no céu e vive com Deus.


Não cai em pecado, perde o apego às coisas da terra, entra no Céu e já nesta vida começa a gozar da presença de Deus.

De que serve, pois, alguém angustiar-se e dizer: Estarei inscrito no livro da vida? Quem sabe se Deus me dará a graça eficaz e a perseverança?

“Não vos preocupeis, mas com muitas orações e rogos, com ação de graças, sejam conhecidas as vossas súplicas diante de Deus!” (Fl. 4, 6).

De que serve, diz o Apóstolo, perturbar-vos com estes pensamentos angustiantes e com estes temores?

Afugentai, portanto, todas essas ansiedades que só servem para diminuir a vossa confiança e tornar-vos mais tíbios e preguiçosos no caminho da salvação.

Rezai sempre; fazei que vossas orações sejam ouvidas por Deus e agradecei-lhe sempre as promessas que vos fez;

De conceder-vos sempre os dons que pedis, a graça eficaz, a perseverança, a salvação, e tudo o que quiserdes.


O Senhor pôs-nos em batalha contra poderosos inimigos, mas é fiel às suas promessas.

Não consente que sejamos atacados além de nossas forças.


“Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados mais do que podem as vossas forças”. (1Cor. 10, 13). É fiel, porque socorre imediatamente a quem o invoca.

Escreve o douto eminentíssimo cardeal Gotti que o Senhor, não é obrigado a dar-nos sempre uma graça igual à tentação;

Mas é obrigado, quando somos tentados e recorremos a Ele, a dar-nos por meio da graça (que para todos tem preparada e oferece);

A força suficiente, com que oportunamente possamos resistir às tentações:

“Em virtude de graça que põe à nossa disposição e nos oferece, Deus é obrigado a conceder-nos, quando somos tentados e a Ele recorremos;

As forças necessárias para podermos resistir e para que resistamos de fato; pois tudo podemos naquele que nos conforta pela graça, se humildemente pedirmos”.


Tudo podemos com o auxílio divino, que será concedido sempre a quem pede; por isso, não temos desculpas, quando somos vencidos pela tentação.


Fomos vencidos, porque não rezamos. Pela oração, podemos desarmar todas as ciladas do demônio. Pela oração, diz Santo Agostinho, afugentamos todos os males.

.
.
Fonte: retirado do livro “A Oração” de Santo Afonso de Ligório.

.

.

*   *   *

.

Inscreva todos os seus pedidos direto no livro de Missas.

Clique na imagem abaixo e veja como é fácil, você poderá pedir por todas as graças e bênçãos que precisar.

.
.
botao_05.
.

.

.

.

 

Uma Ave-Maria pode salvar sua alma… Leia esta história:

15, janeiro, 2017 3 comentários
Ave-Maria

Imaculado Coração de Maria

 

Pelo ano de 1604 viviam numa cidade de Flandres dois jovens estudantes, que, desleixando dos estudos, se entregavam a devassidões.


Uma noite entre outras foram a certa casa de tolerância. Um deles, chamado Ricardo, depois de algum tempo, retirou-se para casa, e o outro ficou.

Chegando Ricardo a casa, estava para acomodar-se, quando se lembrou que não havia rezado umas Ave-Marias;

Como era de seu costume fazê-lo em honra da Santíssima Virgem.


Acabrunhado pelo sono, sem nenhuma vontade para rezar, fez, contudo, um esforço e rezou as Ave-Marias;
Embora sem devoção e por entre bocejos de sono.


Deitou-se depois e adormeceu. Mas não tardou a ouvir bater à porta com muita força. E imediatamente, sem ele a abrir;

Vê diante de si seu companheiro de farras, mas desfigurado e medonho.

Quem és tu? — perguntou aterrorizado.

Tu não me conheces? — respondeu o outro.

Mas como te mudaste tanto? tu pareces um demônio.


Ai, pobre de mim! — exclamou aquele infeliz, — que, ao sair daquela casa infame, veio um demônio e me sufocou.

O meu corpo ficou no meio da rua, e a minha alma está no inferno.

Sabes, pois, acrescentou, que o mesmo castigo te tocava também a ti.

Mas a bem-aventurada Virgem, pelo teu pequeno obséquio das Ave-Marias, te livrou dele.


Ditoso de ti, se tu souberes aproveitar deste aviso, que a Mãe de Deus te manda por mim.

Depois destas palavras, o condenado entreabriu a capa e mostrou as chamas e as serpentes que o atormentavam e desapareceu.

Então Ricardo, chorando copiosamente, com o rosto em terra, deu graças a Maria, sua libertadora.

Enquanto pensava como mudar de vida, ouviu tocar Matinas no convento dos franciscanos.


Logo pensou: É aí que Deus me quer para fazer penitência.


E foi pedir aos frades que o recebessem.

Cientes de sua má vida, não queriam eles aceitá-lo. Contou-lhes então entre lágrimas o que havia acontecido.


Dois religiosos foram à rua indicada, achando efetivamente o cadáver do companheiro, sufocado e negro como um carvão.


Depois disso foi Ricardo admitido e levou uma vida penitente e exemplar.

Mais tarde foi como missionário pregar nas índias e em seguida no Japão, onde teve finalmente a graça de morrer mártir, queimado vivo por amor de Jesus Cristo.

.
.
Fonte: http://osegredodorosario.blogspot.com.br/

.

*   *   *

 

 

Seu nome pode ser inscrito em mais de 60 Missas por ano e receber inúmeras graças em sua vida.

Clique no link abaixo e confira.

.
.

botao_07

.

.

,

.

.

“Bem sabe viver, o que sabe rezar bem” – Veja aqui por que é impossível viver sem a prática frequente da Oração. Isso é muito importante!

11, novembro, 2016 2 comentários
Bem sabe viver, o que sabe rezar bem.

Bem sabe viver, o que sabe rezar bem.

.
.
Diz o mesmo santo Doutor (São Tomás de Aquino) que não saberá viver bem, quem não souber rezar: “Bem sabe viver, o que sabe rezar bem”.


São Francisco de Assis dizia que, sem a oração, nunca pode uma alma produzir bons frutos.

Não têm, pois, desculpa os pecadores que alegam não ter forças para resistir às tentações. “Se vos faltam as forças, adverte São Tiago, porque não pedis?” (Tg. 4, 2).

Não há dúvida, somos muito fracos para resistir aos assaltos de nossos inimigos.

Mas também é certo que Deus é fiel e não permite que sejamos tentados acima de nossas forças como diz o Apóstolo:


“Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além de vossas forças. Fará, pelo contrário que tireis proveito da tentação para poderes suportá-la” (ICor. 10, 13).


Explicando estas palavras, diz Primásio: “Com o auxílio da graça, Ele vos dará forças para vencerdes a tentação”. Somos fracos, mas Deus é forte.

Se implorarmos o seu auxílio, Ele nos comunicará a sua força e assim poderemos tudo e poderemos dizer com o mesmo Apóstolo São Paulo: “Posso tudo naquele que me conforta” (Fl. 4, 13).


 “Não há, pois, desculpa, como diz São João Crisóstomo, para aquele que sucumbe por deixar de orar.

Porque, se tivesse orado, não teria sido surpreendido por seus inimigos.


Não poderá ser desculpado aquele que não quis vencer o inimigo, abandonando a oração”.

.
.

Fonte: retirado do livro “A Oração” de Santo Afonso de Ligório.

.
*  *  *

.

Seu nome pode ser inscrito em mais de 60 Missas por ano e receber inúmeras graças em sua vida.

Clique no link abaixo e confira.

.
.

botao_07

.

.

Conheça e descubra o que trata esta linda história: “O Vestido Celestial”.

29, outubro, 2016 1 comentário
Santa Catarina de Sena, rogai por nós! vestido celestial

Santa Catarina de Sena, rogai por nós!


.
Caía a noite. 


Em sua celazinha cheia de sombra, S. Catarina de Sena pensava na festa que terminava.

Via os estandartes agitados pelos jovens; via a multidão apinhada no campo sob o sol de verão, os palcos repletos de luxuosas damas.

Naquele momento começou o demônio a testá-la:

“Também tu, Catarina, poderias estar com eles.

Por que cortaste teus cabelos louros, por que trazes o cilício sobre o teu corpo delicado, por que queres fazer-te religiosa?

Olha este vestido, não é mais lindo que o místico hábito claustral?”


Na dúbia claridade da noite, a Santa julgou ver diante de si um jovem que lhe apresentava um rico vestido feito de pétalas de rosas.


Enquanto Catarina estava como que suspensa, apareceu-lhe Maria Santíssima.

Como o tentador, também ela trazia nos braços um esplêndido vestido bordado a ouro e pérolas, radiante de pedras preciosas.


Deves saber, minha filha, disse a Mãe de Jesus com voz dulcíssima, que os vestidos tecidos por mim no coração de meu Filho, morto por ti;

São mais preciosos que qualquer outro vestido trabalhado por outras mãos que não as minhas.


Então Catarina, ardendo em desejo de possuí-lo e tremendo de humildade, inclinou a cabeça e a Virgem vestiu-a com a túnica celestial.


O demônio apresenta-se às almas com seu vestido de rosas e prazeres carnais; Maria, ao contrário, com seu vestido de pureza e santidade.


Dai preferência a este último; somente com ele podereis entrar no Céu.

.
.

Fonte: osegredorosario.blogspot ALVES, Pe. Francisco. Tesouros de Exemplos. 2a ed. Editora Vozes: Petrópolis, 1958.

.
*  *  *

.

Ligue agora para nossa Central de Intenções e inclua seu nome na
Missa de Proteção.

.
Ligue agora para:

.
0800 774 7557
(grátis para todo o Brasil)

.

.

 

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Por que, como e quando se deve fazer promessas? Descubra aqui. Leia Mais +
  • Proteja sua Família com São Bento! Saiba como aqui. Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade