Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube Instagram

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘terço da Divina Misericórdia’

O terço da Divina Misericórdia é o refúgio para os aflitos e desesperados! Leia essa matéria

25, abril, 2019 5 comentários

Você conhece alguém em desespero?

Alguém que já perdeu as
esperanças que tinha em Deus?

Nosso Senhor ofereceu para essas pessoas o Terço de Sua Divina Misericórdia, para que ninguém se desespere! Assim foi prometido a Santa Faustina:
.

Terço Divina MIsericordia PNg 2“Ainda que o pecador seja o mais endurecido, se rezar este Terço uma só vez, alcançará a Graça de Minha Infinita Misericórdia.”

.
Qualquer pessoa arrependida de seus  
pecados pode alcançar a Salvação.

E o terço da Divina Misericórdia, segundo as aparições de Jesus a Santa Faustina, é essencial! Por isso, convido você a portar esse terço para que seja digno das promessas promessas da Misericórdia do Coração de Jesus.

Descubra como receber o seu, ligando para:

0800 608 2126
Se estiver no celular, tecle no número que será discado automaticamente 

.
Lembre-se que Ele garantiu que concederia Suas Graças a quem recitasse o Terço…

Ele não vai negar socorro a você:

* se você precisa de uma Graça
pela cura de uma doença;

* para conseguir um emprego;

* pela conversão de uma pessoa;

* e para qualquer outra Graça de 
que você precise.
.

O maior problema é que: O demônio não quer que essas pessoas conheçam este Terço; Um meio de Salvação.

Ele não quer que ninguém se salve pela Graça de Deus…

E, por isso, eu digo que este Terço não pode faltar em sua vida e de sua família. Saiba como receber o seu Terço ligando para:
.

0800 608 2126
Está lendo no celular? Tecle no número para discar automaticamente

Este terço, segundo as promessas de Jesus a Santa Faustina, atrairá sobre você a Misericórdia de Jesus.

Tenha Fé!
Equipe de Apostolado,
Associação Apostolado do Sagrado Coração de Jesus!

A oração que Nosso Senhor ensinou a Santa Faustina, pela Divina Misericórdia. Rezemos todos os dias!

6, abril, 2018 1 comentário
Nosso Senhor Misericordioso

Nosso Senhor Misericordioso

.
Todos os anos, o Segundo Domingo da Páscoa é a Festa da Divina Misericórdia, estabelecida por São João Paulo II.


Em 1935, Santa Faustina recebeu de Cristo as seguintes indicações:

“Essa oração serve para aplacar a Minha ira. Tu a recitarás por nove dias, por meio do Terço do Rosário da seguinte maneira: Primeiro dirás o ‘Pai Nosso’, a ‘Ave Maria’ e o ‘Credo’”.

.

Procura livros católicos? Oração, devoção, catequese, formação?

Clique aqui e conheça o maior acervo de obras 100% Católicas e seguras de nossa doutrina.

Acesse agora e conheça!

.

“Depois, nas contas de ‘Pai Nosso’, dirás as seguintes palavras: Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro”.

“Nas contas de ‘Ave Maria’ rezarás as seguintes palavras: Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. No fim, rezarás três vezes estas palavras: Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro”.

Este Terço geralmente é concluído com a seguinte oração escrita no diário de Santa Faustina: “Oh sangue e água que jorrastes do coração de Jesus como fonte de misericórdia para nós, eu confio em vós”.

.

Não perca essa oportunidade!

.

Com a expansão da devoção ao Senhor da Divina Misericórdia, são muitos os fiéis que rezam este terço todos os dias às três horas da tarde, a “hora da misericórdia”, e seguindo a promessa de Cristo:


“Recita, sem cessar, este Terço que te ensinei. Todo aquele que o recitar alcançará grande misericórdia na hora da sua morte”.


Certo dia, o Nosso Senhor disse à Santa Faustina:


“Oh, que grandes graças concederei às almas que recitarem esse Terço”.


Em outra ocasião, Jesus pediu à Santa:


“Escreve que, quando recitarem esse Terço junto aos agonizantes, Eu Me colocarei entre o Pai e a alma agonizante não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso”.

.
Fonte: acidigital.com

.
.
*  *  *

.
botao-oferta-aascj

Terço em reparação dos pecados do carnaval

3, março, 2014 27 comentários
(mistérios dolorosos)

Jesus agoniza porque, sendo Ele o Filho de Deus, o Imaculado, sem qualquer mancha de pecado, ao assumir em Si os pecados de todos os homens, desde o início ao fim do mundo, torna-Se, por assim dizer, o pecador universal.
.
E se um simples pecado O faz agonizar, o que mais O faz sofrer são os pecados de todos os cristãos que repetem ora a dormição dos três apóstolos preferidos no Jardim das Oliveiras, ora o beijo de Judas,ora a fuga dos apóstolos, ora as negações de S. Pedro.
.
E tal acontece sobretudo nesta quadra, em que muitos se comportam como autênticos pagãos. E tanto assim é que há quem diga, já a gozar, que estes dias  são para se divertirem e a 4ª. feira de Cinzas é para fazer penitência destes dias de Carnaval.
2) FLAGELAÇÃO DE JESUS
.
Se neste mistério Jesus sofre pelos pecados com o corpo, quanto não sofrerá Ele pelos pecados sensuais cometidos durante os dias de
Carnaval. Quantas aberrações corporais cometidas durante estes dias por qualquer um dos sexos.
.
3 ) COROAÇÃO DE ESPINHOS
.
Jesus repara o mau uso que os homens fazem da sua inteligência. E se Jesus sofre com a imaginação corrupta e depravada que provocam certas cenas de carnaval naqueles que apenas assistem a ele, quanto mais razão de queixa tem dos que passam o ano inteiro a aplicar a sua inteligência a preparar cenas licenciosas para o carnaval seguinte, cenas que sendo provocadoras terão como consequência levar os que assistem a deleitarem-se nessas cenas.
.
Já dizia S. Tiago: “cada qual é tentado pelos desejos maus, que o arrastam e procuram atrair. Depois, os maus desejos concebem e dão origem ao pecado, e o pecado, uma vez consumado, gera a morte” (1, 14-15)
.
4) JESUS A CAMINHO DO CALVÁRIO COM A CRUZ AOS OMBROS
Disse Jesus à Irmã Lúcia (de Fátima, Portugal): ” A penitência que hoje peço e exijo é o cumprimento dos deveres, cada qual no seu estado”. Ora, o cumprimento dos deveres implica levar a nossa cruz, pois muitas vezes eles são bem pesados. Também o carnaval deveria ser vivido cristãmente . Jesus pediu, em fins de 1940 por meio da Irmã Lúcia, a supressão destas festas e a sua substituição por oração e penitência, com preces públicas pelas ruas. Talvez por isso há hoje quem queira tornar estes dias mais cristão: divertimentos, sim, mas sem exageros, com tempos de oração. Faz lembrar S. João Bosco que dizia aos seus alunos: “Diverte-te, sim, mas não peques”

5) MORTE DE JESUS
.
Durante o ano, muitos cristãos são-no apenas de nome: crêem em tudo o que obriga a uma vida santa e inocente e procedem de um modo que desmente tudo o que crêem. Durante o Carnaval, a máscara cai e aproveita-se a licenciosidade destes dias para se praticar, à luz do
dia, o que vai no coração.
.
Vive-se segundo a carne, e não segundo o espírito. No fundo, a máscara do carnaval é um símbolo da contradição existente entre fé cristã e vida pagã. No Calvário, o Coração de Jesus foi trespassado pela lança de Longuinhos. Com quanta propriedade se pode dizer que a referida contradição estava presente naquela lançada.
.
Mas Jesus, Rei de Amor, pagou tal facto com um ato de amor: o Sangue e a Água que saíram do Seu Coração lavaram tais pecados. Rezemos para que os cristãos correspondam a tal ato de amor.

A Voz de Jesus e os anseios do seu coração

5, abril, 2013 6 comentários

A Imitação do Sagrado Coração de Jesus

1. A Voz de Jesus

Meu filho, foste criado para a bem-aventurança, como o prova a razão, atesta a experiência, ensina a fé.

Buscas sem cessar a felicidade na criatura, pois aí não a encontrarás.

Nenhuma coisa desse mundo pode saciar-te o coração, e, ainda que fosse o único a possuir todos os bens criados, teu coração ainda estaria vazio e infeliz.

Os bens terrenos provocam sede, sem poder saciá-la; quanto mais os possuires, mais ardente será tua sede.

Como poderias encontrar nas criaturas o que nelas não existe? Ninguem dá o que não tem.

 2. Acaso conseguirás o que nenhum mortal jamais pode alcançar? O mais sábio dos homens possuia abundância de todos os bens, nadava perpetuamente em novas delícias, maravilhava as nações com a imensidade de suas riquezas e enchia as terras mais longínquas com a fama da sua glória.

Sentindo contudo o vazio do coração, viu-se obrigado a exclamar: “Ó vaidade das vaidades e tudo é vaidade!”

Embora tivesses tudo o que no mundo pode desejar o teu coração, fosses senhor de toda a terra, e honrado pela multidão dos homens, gozasses todos os bens, terias de averiguar nada teres encontrado senão vaidade e aflição de espírito.

 3. Não te admires disso, meu filho, pois o teu coração não foi feito para o mundo. Por conseguinte, todo bem terreno é indigno do destino e afeto do teu coração.

Foste criado para maiores coisas, nasceste para os bens eternos, és destinado ao infinito. Não queiras, pois, jazer na lama, quando foste feito para reinar perpetuamente.

De que serviria ganhar o mundo, se perdesses tua alma? Certamente serias duplamente infeliz, sofrendo aqui as angústias da má conciência a atormentar-te o coração, e mais tarde sendo condenado à eterna desgraça.

Bem-aventurado o que despreza tudo o que é capaz de iludir-se o coração, que generosamente repele todo obstáculo à verdadeira felicidade e, lembrado da nobreza do seu destino, busca, acima de todas as criaturas, a bem-aventurança no Criador!

 4. A voz do Discípulo.

Ó  Deus, meu Salvador, vós me criastes para a felicidade e, ainda que até agora não cessasse de buscá-la, não a consegui encontrar.

Repetidas vezes, meus desejos clamavam: “Eli-la aqui ou ali”. Insensato que fui em lhes dar crédito. Cego pelos desejos desordenados, andei errante, só experimentando misérias e amargura, em vez da felicidade almejada.

Ai de mim! Criado para a bem-aventurança que em vós se acha, ó meu Deus, fatiguei-me, procurando-a fora de vós nas criaturas. Transviei-me longe da felicidade, para a qual fui feito, e só alcancei para minha perdição a infelicidade que não me era destinada.

Ó Deus, meu Senhor e Salvador, abri-me os olhos, para que veja tão grande erro e, dele libertado, busque eficazmente em vós a bem-aventurança, que não me é possível encontar nas criaturas.

 Fonte : “Voz de Jesus”  extraído “Imitação do Sagrado Coração”  Pe. Pedro Arnoudt, versão do latim da JM Fastré; Benziger Bros Direitos de autor 1866  − Traduzido do blog America Needs Fatima

I Coríntios, 13: o maior dos dons

12, junho, 2011 10 comentários

1. Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.

2. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, não sou nada.

3. Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria!

4. A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante.

5. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor.

6. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade.

7. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

8. A caridade jamais acabará. As profecias desaparecerão, o dom das línguas cessará, o dom da ciência findará.

9. A nossa ciência é parcial, a nossa profecia é imperfeita.

10. Quando chegar o que é perfeito, o imperfeito desaparecerá.

11. Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Desde que me tornei homem, eliminei as coisas de criança.

12. Hoje vemos como por um espelho, confusamente; mas então veremos face a face. Hoje conheço em parte; mas então conhecerei totalmente, como eu sou conhecido.

13. Por ora subsistem a fé, a esperança e a caridade – as três. Porém, a maior delas é a caridade.

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • MISSA DA SEMANA: Santa Luzia pela proteção contra doenças dos olhos Leia Mais +
  • Dia da Imaculada Conceição: Uma meditação especial para uma das Solenidades mais importantes do ano Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade