Conheça todos os benefícios de deixar o Espírito Santo conduzir a sua vida: (Parte III)

O Espírito Santo é uma força...
"O Santo Espírito repousa nas almas justas, como a pomba no ninho. Acalenta os bons desejos, como a pomba os seus filhotes."
“O Santo Espírito repousa nas almas justas, como a pomba no ninho. Acalenta os bons desejos, como a pomba os seus filhotes.”

.

São João Vianney, o Cura d’Ars.

.

Continuação do post: Conheça todos os benefícios de deixar o Espírito Santo conduzir a sua vida: (Parte II)

.

O Espírito Santo é uma força.


Era o Espírito Santo que sustentava São Simeão sobre a coluna; era ele que sustentava os mártires.

Se não fosse o Espírito Santo, os mártires teriam caído como a folha das árvores.

Quando acendiam contra eles as fogueiras, o Espírito Santo extinguia o calor do fogo pelo calor do amor divino.

Deus, enviando-nos o Espírito Santo, fez a nosso respeito como um grande rei que encarregasse o seu ministro de conduzir um súdito seu, dizendo:

“Acompanhareis este homem por toda parte, e a mim o reconduzireis são e salvo”.


Como é belo, meus filhos, ser acompanhado pelo Espírito Santo. É um bom guia esse… E dizer que há quem não o queira seguir!…


O Espírito Santo é como um homem que tivesse um carro com um bom cavalo, e que nos quisesse levar à capital.

Teríamos só que dizer sim e pular dentro… É realmente um belo negócio dizer sim!… Pois bem! O Espírito Santo quer levar-nos para o Céu; temos só que dizer sim e deixarmo-nos conduzir.

O Espírito Santo é como um jardineiro que trabalha a nossa alma… O Espírito Santo é o nosso criado

Eis aí uma espingarda: Vós a carregais… mas é preciso alguém para lhe por o fogo e dispará-la…

Assim também, há em nós com que fazer o bem… É o Espírito Santo que põe o fogo, e as boas obras partem.


O Santo Espírito repousa nas almas justas, como a pomba no ninho. Acalenta os bons desejos, como a pomba os seus filhotes.


O Espírito Santo nos guia como uma mãe guia o filho de dois anos pela mão… como uma pessoa que enxerga, guia um cego.

Os sacramentos que Nosso Senhor instituiu não nos salvariam se não fosse o Espírito Santo. A própria morte de Nosso Senhor ser-nos-ia inútil se não fosse ele.

Foi por isto que Nosso Senhor disse aos seus apóstolos: “É útil para vós que eu me vá. Porque, se eu não me fosse, o Consolador não viria…”

Era preciso que a descida do Espírito Santo viesse frutificar essa messe de graças.

É como um grão de trigo; vós o lançais em terra; mas é preciso o sol e a chuva para fazê-lo medrar e ascender em espiga.

Dever-se-ia dizer cada manhã:


“Meu Deus, enviai-me o vosso Espírito que me faça conhecer o que eu sou e o que sois vós” (“Noverim te, noverim me! Que eu vos conheça e me conheça!” dizia S. Agostinho.)

.
Fonte: Do livro “Espírito do Cura d’Ars” de Abbé A. Monnin.

.
.

*   *   *

.

.

missa
Clique na Imagem e escreva seu nome na Missa

.
.
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também gostará der ler...

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Cadastre-se abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé.
É GRÁTIS

Mais Postagens

contatos

Cadastre-se abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé.
É GRÁTIS

CENTRAL DE MISSAS

Inclua seus pedidos
É Grátis!

0800 608 2126