Porque devemos " Morrer no Coração de Jesus"? Essa matéria mudará o seu 2019

SSSSCJS
“Bem aventurados os que morrem no Senhor”.

.
É preciso morrer no Senhor para vivermos bem. Para gozar a felicidade durante toda a vida.
Este sentimento é o que podemos ter antes de ir para o céu, muito menor na certa do que a alegria do céu, mas que supera todas as alegrias sensíveis desta vida:
.

“A paz de Deus, que vai além de toda a compreensão, guarde vossos corações e vossos espíritos.”
.

Para alcançar esta paz, mesmo no meio das ofensas e calúnias, é preciso estar morto no Senhor.
O morto, ainda que maltratado e desprezado pelos outros, não comete pecado.
Também a pessoa mansa de coração, como o morto, não vê nem ouve, procura suportar todos os desprezos.
.

Quem ama com fervor o Coração de Nosso Senhor chegará facilmente a isso.

Unido inteiramente com a vontade de Deus, com a mesma paz e a mesma tranquilidade, recebe as coisas favoráveis e as desfavoráveis, as alegrias e as tristezas, as injúrias e os louvores.

.
Feliz aquele que atinge esse grau de virtude! Goza de uma paz eterna, que é bem maior que os outros bens do mundo.

Dizia São Francisco de Sales:

“Que vale todo o mundo em comparação com a paz do coração?”

Realmente, o que adiantam todas as riquezas e todas as honras do mundo para quem vive inquieto e sem paz no coração?
Para estarmos sempre unidos a Jesus Cristo, é preciso fazermos tudo com tranquilidade, sem nos inquietarmos com alguma dificuldade que se apresente:
.

“O Senhor não está na agitação.”
.

Deus não mora nos corações agitados!
Vejamos os belos ensinamentos que nos dá o mestre da mansidão, São Francisco de Sales:
.

“Nunca vos irriteis, nem mesmo abrais a porta à cólera por qualquer motivo. Se ela entrar em nós, já não poderemos expulsá-la nem dominá-la, quando quisermos.

Os meios para isso são: primeiro, afastar imediatamente a cólera, desviando a atenção para outra coisa e calando-se.

Segundo, imitando os apóstolos quando viram a tempestade, recorrer a Deus a quem pertence pôr o coração em paz.

Terceiro, se a cólera, por vossa fraqueza, já colocou o pé em vosso coração, esforçai-vos por vos tranquilizar e;

Depois, praticai atos de humildade e mansidão para com a pessoa com quem vos sentis irritados.

Tudo isso deve ser feito com suavidade e sem violência, porque é importante não irritar mais as feridas”.

.
O próprio São Francisco de Sales dizia que precisou se esforçar durante toda a sua vida para vencer duas paixões que o dominavam: a ira e o amor.
Para vencer a paixão da cólera, confessava ter se esforçado durante vinte e dois anos. Quanto à paixão do amor, tinha procurado modificar o objeto, deixando as criaturas e dirigindo todo os seus afetos a Deus.
Desse modo, alcançou uma paz interior tão grande que até mesmo exteriormente a demonstrava, apresentando quase sempre um rosto sereno e um sorriso nos lábios.
.

Clique aqui e veja como ter o seu nome em mais de 60 missas anuais.
.

Compartilhe essa matéria!
 

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também gostará der ler...

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Cadastre-se abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé.
É GRÁTIS

Mais Postagens

contatos

Cadastre-se abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé.
É GRÁTIS

CENTRAL DE MISSAS

Inclua seus pedidos
É Grátis!

0800 608 2126