Voltar à página inicial

Minha Oferta ao Sagrado Coração de Jesus

Facebook Youtube SoundCloud Instagram

Como a Igreja se posiciona a respeito das benzedeiras?

Muitas senhoras no interior de nosso país realizam "bençãos"

Muitas senhoras no interior de nosso país realizam “bençãos”

.
Pergunta:
Gostaria de perguntar sobre a posição da Igreja Católica a respeito das benzedeiras, muito famosas no interior do nosso país. Como a Igreja se posiciona frente a essas mulheres, que benzem principalmente crianças, já que suas casas sempre são cheias de imagens de santos católicos e elas benzem em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo?


Resposta:
A Igreja sempre respeitou certas benzedeiras, reconhecendo nelas a presença do carisma da cura, que o Espírito Santo confere a quem quer.

.
O discernimento dos carismas compete à Hierarquia eclesiástica, a qual, atuando com a prudência necessária, reconhece que o carisma da cura com é dado certa frequência a pessoas às vezes muito simples, que o exercem com humildade e com vistas à salvação das almas e à cura dos corpos.
.
Por isso se vê que tais benzedeiras, quando autênticas, encaminham docilmente as pessoas que se fazem benzer— sempre em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo — para uma vida de autêntica devoção e recepção dos sacramentos da Igreja.

O sensus fidelium (senso dos fiéis) discerne nas benzedeiras esse carisma.

E, de sua parte, o Clero bem formado sempre o respeitou, vigiando para que nessa prática nada se introduzisse de contrário ao dogma e às normas da Igreja, o que pode ocorrer, sobretudo quando entram ligações com certas religiões estranhas.
.

É oportuno lembrar que o poder de dar a bênção em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo não é exclusivo dos sacerdotes, cabendo, por exemplo, aos pais — tanto ao pai, como à mãe — abençoarem os filhos com o clássico “Deus te abençoe”.

Só é de lamentar que tão salutar costume da bênção esteja caindo em desuso, a começar pela falta de fé dos próprios pais, e da “vergonha” dos filhos de a pedirem.


Nos tempos da sociedade patriarcal, que a Revolução Francesa demoliu, o chefe de qualquer instituição – inclusive o patrão de uma sociedade fabril ou comercial – abençoava os seus integrantes.


O “progresso” aboliu esses chamados “resquícios medievais”!


É por isso que o respeito vai desaparecendo quase por completo da sociedade como um todo, e em seu lugar constitui-se a sociedade da “companheirada”, do igualitarismo, da vulgaridade e da brutalidade.

.
São os tais “costumes democráticos”, que entram em substituição à sociedade da harmonia e do respeito a todas as superioridades autênticas.

Nela, as verdadeiras benzedeiras tinham seu papel respeitável, e respeitado, pelo povo e pelo Clero.

.
Um dia essa sociedade cristã e católica voltará, depois da necessária etapa de purificação do mundo.


E já desponta no horizonte, para arrepio dos revolucionários de toda espécie.

.
Fonte: Revista Catolicismo

.
.
*  *  *

.
botao-oferta-aascj

Se você NÃO tem Facebook, comente abaixo a:
Os comentários estão fechados.

Você também gostará der ler...

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Novena de Natal – 2º dia Leia Mais +
  • Ela precisava de ajuda e o Coração de Jesus atendeu o seu pedido Leia Mais +
Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade

Voltar aos Posts