O Poder de São José é imenso – depois de ler, você nunca mais deixará de rogar a ele. (Parte I)

Pai Putativo de Jesus Cristo e Esposo de Maria, não há santo mais poderoso no Céu que S. José para nos valer e proteger em todas as necessidades.
Deus não lhe nega coisa alguma daquilo que São José lhe pede.
Deus não lhe nega coisa alguma daquilo que São José lhe pede.

.

Pai Putativo de Jesus Cristo e Esposo de Maria, não há santo mais poderoso no Céu que S. José para nos valer e proteger em todas as necessidades.


Sanctissimo Josepho in omni necessitate et negotio concessum est opitulari.

O santíssimo José nos pode ver e valer em todos os negócios e necessidades, é a opinião de Santo Tomás de Aquino.

Invocamos aos santos, diz S. Francisco de Sales, para algumas necessidades particulares, como se as graças e os dons dos milagres fossem divididos por cada um, em proporções limitadas.

S. José, porém, tem o remédio geral para todas as necessidades do corpo e da alma no crédito que possui junto de Nosso Senhor (1).

Santa Teresa e Santo Afonso dizem o mesmo.


Aos outros santos recorremos em uma ou outra de nossas necessidades. O poder de S. José, porém, se estende a todas, não tem limites
(2).


E a Igreja o confirma na oração e oficio de S. José, em 19 de março: “Ut quod possibiliatas nostra non obtinet, ejus nobis intercessione donetur”.

O que não pode alcançar e nossa fraqueza, obtenha-nos a sua intercessão. De S. José, como de Maria, escreveu o P. V. Mercier (3), se pode dizer que é a Omnipotentia supplex, a onipotência suplicante.

A intercessão de S. José junto de Deus e de Maria, demonstra o grande Gerson (4), é a de um Pai e Esposo sempre obedecido.

Com que segurança e com que autoridade não pede ele pelos seus devotos! O poder de S. José é imenso.

Para o demonstrar S. Bernardino de Sena assim fala:

Não podemos duvidar que Jesus Cristo conserva sempre no Céu para com S. José a ternura e respeito que lhe testemunhou outrora na terra, isto é, ternura e respeito de filho.


Bem longe de ser diminuída, esta piedade filial vai crescendo sempre.


“Notem-se, acrescenta Santo Afonso, as palavras: ternura e respeito; elas significam que este Soberano Senhor que se dignou de venerar a S. José cá no mundo como a seu Pai, não lhe nega coisa alguma daquilo que ele lhe pede (5)”. 

(Continua…)

.

*   *   *

Notas:

(1) S. François Salles, Oeuvres — XIX

(2) Santo Afonso — Visitas. Santa Teres a— Vida.

(3) Saint Joseph — VI pars — 364.

(4) Sermo de Nativitate Mariae — Cons. 3

(5) Santo Afonso 17ª visita a S. José

.
Fonte: Do livro “São José” de Mons. Ascânio Brandão.

.
.
*  *  *

.

.

missa
Clique na Imagem e escreva seu nome na Missa

.
.
.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também gostará der ler...

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Cadastre-se abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé.
É GRÁTIS

Mais Postagens

contatos

Cadastre-se abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé.
É GRÁTIS

CENTRAL DE MISSAS

Inclua seus pedidos
É Grátis!

0800 608 2126